Android: as formas secretas como o smartphone recolhe dados!

Muitas vezes as pessoas preocupam-se com o facto de as aplicações Google poderem seguir a localização e aceder a outros dados pessoais. No entanto a verdade é que isto pode acontecer, mas há sempre alguma segurança. O pior é quando para além destas há aplicações de terceiros a fazerem o mesmo. Há um número suficiente de aplicações que recolhem informações sobre si, nativamente e a partir de outras aplicações. A tal ponto que, se começarmos a ver anúncios demasiado direcionados e não só, podemos entrar em pânico. Se tem um smartphone Android veja as formas secretas como o seu smartphone recolhe dados.

Android: as formas secretas como o smartphone recolhe dados!

Muitas vezes não pensamos que as apps nos estão a seguir. Isto porque até acaba por ser conveniente em algumas situações. No entanto a apesar do jeito que dá existe uma grande quantidade de dados pessoais sensíveis no seu telemóvel, mesmo nas melhores circunstâncias. Mesmo que confie na Google com as suas informações, é melhor saber exatamente o que está a ser recolhido e como é utilizado.

O Assistente do Google tentará lembrar-se do seu lugar de estacionamento

Este não está necessariamente a acontecer às escondidas. Mas muitas pessoas desconhecem isto. Talvez saiba que pode utilizar a aplicação Google Maps para colocar manualmente um pin para que o Google se lembre de um lugar de estacionamento para si. Mas é muito menos provável que saiba que o Assistente da Google pode descobrir onde estacionou e enviar um cartão de notificação a lembrar-lhe onde fica esse lugar de estacionamento.

smartphone recolhe dados

Da mesma forma que o Facebook ou o Instagram podem apresentar-lhe anúncios sobre tópicos que nunca pesquisou online com base em suposições que envolvem a sua localização, dados demográficos e os dados demográficos das pessoas à sua volta, o Assistente da Google pode adivinhar onde estacionou com base na sua localização, no que está à volta dessa localização e nos movimentos do seu carro.

Utilizar uma lista das suas aplicações instaladas

A lista das aplicações instaladas pode não parecer nada de especial. No entanto não é bem assim. Estas informações podem ser isoladas e recolhidas para serem utilizadas em conjunto com outros dados pessoais.

smartphone recolhe dados, Android 14 conduz, recuperar aplicações apagadas do smartphone Android, smartphone rápido, fazer no smartphone Android, trocar os botões de navegação por gestos, erros com aplicações, smartphone ouve, Android mais rapidez

Poderá ter aplicações centradas na religião no seu telemóvel que, efetivamente, informam a Google e os fabricantes de equipamentos sobre a religião que pratica. Talvez de forma mais invasiva, existem aplicações cuja mera existência no seu telemóvel pode dizer a alguém muito sobre a sua saúde, especialmente a sua saúde mental. Se tiver uma aplicação centrada na recuperação de um vício no seu telemóvel, então é óbvio que é um viciado em recuperação. Se tiver uma aplicação de telemedicina centrada na psicoterapia instalada no seu telemóvel, então é provável que esteja a fazer terapia. Está a perceber a ideia: Estas aplicações existentes no seu telemóvel, juntamente com outras variáveis, como os dados de localização, podem revelar pormenores íntimos e angustiantes através da adivinhação da IA.

Identificadores de dispositivos

A Google e os OEM recolhem os vários identificadores únicos que o ligam a um aparelho específico. A maioria das pessoas provavelmente não se importaria que fossem recolhidos dados que são em grande parte uniformes num modelo específico de smartphone e que podem ser utilizados para solucionar problemas de aplicações, como hardware básico, firmware e especificações do sistema operativo, bem como assuntos relacionados, como o consumo de bateria. Afinal, o objetivo é que os programadores consigam resolver os problemas das aplicações. Mas os identificadores únicos são uma história diferente.

android dois cartões sim, smartphone recolhe dados

Um estudo concluiu que os telemóveis Android transmitem geralmente o Google Advertising ID do telemóvel (que pode ser alterado, mas geralmente não o é pela grande maioria dos utilizadores), o número de série do dispositivo, o código IMEI do módulo de rádio e o número do cartão SIM. O facto de o número de série e o IMEI estarem entre os dados recolhidos significa que pode alterar o seu número de telefone, fazer uma reposição de fábrica do telefone e/ou até instalar uma ROM Android personalizada no mesmo, mas, teoricamente, o dispositivo pode continuar a estar associado a si.

Duração e lista das chamadas telefónicas

Isto pode dar muitas pistas sobre aquilo que costuma fazer e com quem fala mais. Especialmente se foram entidades públicas quem quiser saber mais sobre si, consegue ter uma pequena ideia do que anda a tratar. Ou seja, a duração e lista das chamadas pode revelar muito sobre si.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.