Este smartphone diz-lhe qual fruta é mais doce e quantas calorias tem um alimento

Os smartphones têm cada vez mais capacidades e uma parte crescente nas nossas actividades diárias. De agendamentos a programas fitness, o nosso smartphone está lá connosco, mas o Changhong H2 vai mais longe e detecta medicamentos falsos ou quantas calorias tem um alimento.

A magia acontece ao nível de um sensor de análise molecular desenvolvido pela Israelita Consumer Physics e pela Analog Devices: o SCiO.

O SCiO recorre a uma mistura de espectroscopia e computação na nuvem. A análise realizada sobre as propriedades de absorção ou reflexão da luz dos materiais permite ao SCiO informar o utilizador quanto a propriedades específicas de alimentos ou medicamentos.

Como tudo em existência no mundo se compõe de moléculas, os limites para as capacidades do SCiO são poucos. A tecnologia poderá ser facilmente utilizada para determinar a composição de uma bebida ou alimentos, encontrar a fruta mais doce, ou determinar as calorias em alimentos específicos. Poderemos assim não só escolher os alimentos que o nosso paladar prefere, como gerir melhor dietas e evitar alimentos nocivos para a saúde.

São capacidades que saem directamente da ficção científica para os nossos lares e, por isso, mereceram já o louvor de agências como o fórum económico internacional.

A Changhong está a trabalhar num ecossistema de dispositivos que recorrem ao SCiO, e terão aplicações amplas no nosso quotidiano, pois a espectroscopia poderá aplicar-se a qualquer material. Será um material verdadeiro ou imitação, por exemplo?

Quanto ao Changhong H2, as suas especificações acabaram algo perdidas no foco dado ao SCiO e à característica única de análise molecular. No entanto é possível determinar que se trata de um phablet com ecrã de 6 polegadas e inclui leitor de impressões digitais.

Atrás, parece que temos uma câmara dupla, mas uma das lentes será certamente para o sensor infravermelho do SCiO.

O processador é um octa-core de modelo não revelado, com frequência de 2.0GHz.

A própria Changhong não é uma empresa sem historial, remontando aos anos cinquenta e sendo dos maiores fabricantes Chineses de electrónica de consumo, de fogões a televisores. Em 2015, as vendas da Changhong atingiram os $15 biliões.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário