Se comprar um portátil com uma GeForce RTX veja a versão do Windows

Foi no passado mês de Janeiro, na CES, que a NVIDIA anunciou que 40 modelos de portáteis, estavam prestes a chegar ao mercado! Com os novos GPUs mobile GeForce RTX.

Aliás, a primeira vaga destas máquinas até já começou a chegar… No entanto, talvez seja boa ideia ter em conta a versão do Windows 10 instalada, se quiser usar o afamado Ray Tracing.

Afinal de contas, parece que vários portáteis equipados com as novas placas gráficas NVIDIA GeForce RTX Mobile… Estão a chegar ao mercado com a versão 1803 do Windows 10!

Uma versão que não tem qualquer suporte ao DXR, a API do DirectX que permite o uso do Ray Tracing em tempo real… No fundo, a funcionalidade que distingue este produtos dos demais.

versão do windows

Apesar da Microsoft ter tido uma imensidão de problemas com a versão 1809 do Windows 10 (Atualização de Outubro de 2018), as coisas já estão muito mais calmas! Contudo, a atualização ainda não está disponível para todas as máquinas… Pelo menos não, de forma automática.

Por isso, talvez seja boa ideia ir às definições do portátil propriamente dito, e perceber que versão está instalada (Windows 1803 ou Windows 1809).

Se por ventura, for a versão 1809, então está tudo bem! Pode instalar o Battlefield V e jogá-lo com RTX ligado (Bem como outros jogos que ainda estão para chegar)

Mas, se tiver a versão 1803 do Windows 10 instalada, e as atualizações automáticas não indicam uma nova versão… Vai ter de o instalar à mão.

Em suma, não é o fim do mundo! Afinal de contas, atualizar o Windows não requer qualquer licenciatura ou Doutoramento. Mas se por acaso está a pensar gastar uma pipa de massa num novo portátil RTX, então apenas dê uma vista de olhos à versão do Windows instalada.


O que pensa sobre isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo!

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário