O lançamento de um novo topo de gama é sempre um momento trepidante para os amantes da tecnologia, e assim foi com o lançamento do Samsung Galaxy S7 durante o Mobile World Congress em Fevereiro.

Sempre dos smartphones mais cobiçados do ano, os Samsung S são obviamente muito esperados e dissecados ao pormenor à procura das suas virtudes e defeitos. Para quem anda no mercado à procura de um smartphone de topo, o Samsung Galaxy S7 fará sem dúvidas parte da sua lista de eleitos.

Mas como será que se compara o Galaxy S7 ao seu antecessor. Vale a pena ainda considerar o S6, ou arriscar o S7 de uma vez? Comparamos o Galaxy S7 ao Galaxy S6 para ver quanto evoluiu a Samsung, ou se não evoluiu de tudo.

Estética

A estética do Samsung Galaxy S7 é bastante idêntica à do seu antecessor, mas só nos grandes traços. Quando olhamos para os pormenores, tudo muda.

O Galaxy S7 trocou a traseira plana do S6 por uma superfície de laterais encurvadas, sem as margens protuberantes do modelo anterior. Na mão é bastante mais confortável por isso mesmo.

O alto da câmara também desapareceu, tornando-se a lente menos saliente e menos propensa a danos. Claro que uma espessura geral cerca de 1mm maior ajuda a esconder qualquer protuberância, mas o resultado líquido é um smartphone harmonioso.

De um modo geral, o Galaxy S6 era um smartphone duro, agressivo. O S7, com linhas bem mais fluidas, é fundamentalmente mais esguio e mais ergonómico. As suas linhas e diferentes materiais estão melhor unificados, sem tantas reentrâncias ou transições abruptas.

Vencedor: Samsung Galaxy S7

Durabilidade

O regresso da protecção contra água é um grande destaque no Galaxy S7.
O regresso da protecção contra água é um grande destaque no Galaxy S7.

Água e café são das principais causas de avarias em smartphones e computadores. Mesmo a água normal, se em contacto com os componentes internos, levará a humidade que causará oxidação através da corrente eléctrica omnipresente. Mesmo que o dispositivo não avarie, a vida útil será encurtada.

Uma decisão polémica da Samsung foi não dar ao Galaxy S6 protecção contra água. A construção superior do dispositivo não podia ajudá-lo a sobreviver a uma simples queda na sanita.

Mas o Galaxy S7 é resistente à água e oferece por isso uma protecção acrescida. Não é à prova de água, mas resistente, a diferença sendo que resistirá até meia hora debaixo de 1m de água sem se perder para sempre.

Vencedor: Samsung Galaxy S7

Armazenamento

Os modelos base de ambos os smartphones chegam-nos com 32GB de armazenamento, mas o Samsung Galaxy S7 traz de volta o cartão microSD.

Entendemos o porquê da Samsung não querer cartões SD. Utilizar cartões microSD sem a capacidade das memórias UFS é desperdiçar potencial de processamento.

Mas se começarmos a empilhar músicas, fotografias e vídeos 4k no smartphone, o armazenamento interno torna-se curto. Para este autor, o cartão microSD é uma mais-valia.

Vencedor: Samsung Galaxy S7

Ecrã

Se está satisfeito com o Galaxy S6, não vai ser pelo ecrã que vai mudar. O Galaxy S7 mantém o ecrã 2k de 5.1 polegadas com excelente contraste e luminosidade, por isso ambos os dispositivos se encontram entre os melhores do mercado.

Na verdade teria sido interessante ver toque 3D ou force touch no S7, para o tornar à prova de Android N, mas a Samsung foi aqui algo conservadora. Fica sem dúvida a dica para o S8!

Vencedor: Empate

Always on

O sistema always on é fantástico: com um consumo mínimo de bateria, mantém o ecrã desligado com informação de horas, calendário ou notificações como mensagens chegadas ou chamadas perdidas, conforme as nossas preferências.

A Samsung foi bastante mais longe que alguns concorrentes, ou mais longe do que a implementação do sistema que já existia no Windows Mobile. No Galaxy S7, o modo always on é configurável com gráficos e imagens

Vencedor: Samsung Galaxy S7

Sistema operativo

Claro que o S7 vem com o Android Marshmallow, mas o se o seu Galaxy S6 ainda não recebeu o sistema operativo mais recente irá receber e não é por aqui que se justifica um upgrade.

Vencedor: Empate

Câmaras

A câmara do Samsung Galaxy S7 é excepcional em condições difíceis.
A câmara do Samsung Galaxy S7 é excepcional em condições difíceis.

Eis uma questão complexa. A câmara do Galaxy S6 é fenomenal, e até tem mais megapixéis (16) que a do S7, que vem apenas com 12.

Mas a verdade é mais profunda. Como o rácio de aspecto é de 4:3 no S7, a densidade de pixéis é sensivelmente a mesma, ou pelo menos não notaremos diferenças significativas.

Mas o Galaxy S7 traz a nova tecnologia Dual Pixel para o foco. Focar tornou-se ainda mais rápido e a performance do rastreamento de objectos em movimento tornou-se francamente melhor. Se utiliza o seu smartphone para fotografar os seus filhos e em circunstâncias com muito movimento, o Galaxy S7 vai fazer diferença.

Mas há um último pormenor a não esquecer: o Samsung Galaxy S7 traz uma lente com abertura f/1.7, superior aos f/1.9 do seu antecessor, por onde a câmara é capaz de receber mais luz e trabalhar melhor quando começa a escurecer.

Vencedor: Samsung Galaxy S7

Processamento

Em utilização quotidiana talvez não note a diferença entre o Exynos 7420 do Galaxy S6 e o Exynos 8890 do Galaxy S7, mas este último traz 1GB extra de RAM. Se não espera utilizar tanta memória RAM de uma vez, talvez esteja correcto, mas à medida que as apps em segundo plano começam a acumular-se, este extra na memória fará a diferença entre perdermos ou não dados.

Mas nem todos os gigabytes são criados iguais. A memória RAM no Samsung Galaxy S7 é mais rápida que a presente no S6, o que evitará congestionamento e manterá o smartphone mais rápido mesmo quando as tarefas se complexificarem.

O Samsung Galaxy S7 possui um inovador sistema de refrigeração à base de água.
O Samsung Galaxy S7 possui um inovador sistema de refrigeração à base de água.

Outro pormenor técnico é que o Exynos 8890 é fabricado num novo processo de 14nm LPP (Low Power Plus). Este processo permite aos núcleos do processador serem 15% mais rápidos e 15% menos consumidores de energia que os núcleos com tecnologia LPE (Low Power Early) do Samsung Galaxy S6. Em resultado o processador consegue ser mais rápido sem por isso drenar mais bateria.

E quanto ao aquecimento? Quando a carga de esforço é suficiente, os smartphones aquecem e alguns podem mesmo tornar-se desconfortáveis. O Galaxy S7 contorna este problema com uma solução técnica bastante interessante, um dissipador de calor refrigerado a água. Mantendo uma temperatura adequada, o processador pode continuar a funcionar em pleno, sem prejudicar o rendimento da bateria que acontece durante o sobreaquecimento.

Vencedor: Samsung Galaxy S7

Conclusão

Utilizamos o Samsung Galaxy S6 para saber que é um smartphone excepcional. Da qualidade de construção às características técnicas, o Galaxy S6 justifica plenamente a sua fama de um dos melhores telemóveis de 2015.

Mas não há muita discussão quando o colocamos frente-a-frente ao seu sucessor: o Galaxy S7 é simplesmente melhor em quase todas as frentes. Poderia pensar que este era o desfecho inevitável, mas não seria a primeira vez que um sucessor nos deixava ficar mal, ou as melhorias seriam apenas cosméticas ou mínimas.

Não é assim com o Galaxy S7. O novo topo de gama da Samsung junta às expectáveis melhorias, novas funcionalidades e tecnologias. Elementos como o regresso do cartão microSD e a resistência à água são insubstituíveis. Quando a isto juntamos uma câmara fabulosa e um desenho elegante, percebemos que com o Galaxy S7 a Samsung foi além da sua obrigação e criou um produto muito apetecível.

Se estas novidades são importantes para si, não há dúvidas: o Samsung Galaxy S7 é o Galaxy para si.

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.