Samsung Galaxy Note 7 deixará de usar baterias SDI


Por em

A primeira baixa do problema que tem afectado a Samsung, com diversos dispositivos a sofrerem explosões enquanto carregavam, é a Coreana SDI, subsidiária da própria Samsung.

Na sequência da recolha dos Note 7 iniciada pela Samsung, o gigante Coreano poderá incorrer em despesas que ascendem a mil milhões de dólares. Isto, quando para todos os efeitos, o Note 7 deveria estar a ser o maior sucesso do ano para a Samsung, com a procura a superar todas as expectativas e a esgotar os stocks em vários mercados.

A Samsung tomou, por isso, a decisão de deixar simplesmente de utilizar baterias da DSI, uma sua subsidiária que terá fornecido cerca de 70% das baterias do Note 7.

A ATL, parte do grupo TDK, será agora a fornecedora das baterias. Até agora, a ATL apenas equipava os dispositivos destinados ao mercado Chinês, o único não afectado pela ordem de recolha.

Entretanto, a DSI, que só começou a trabalhar em baterias não amovíveis em 2014, deverá acarretar com a fatia maior das despesas envolvidas na recolha de mais de dois milhões de unidades, e ficará com prejuízos nada negligenciáveis.

Via

 

Leia também

Ou veja mais notícias de outros

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

LG V20: Conheça as especificações do novo equipamento da LG

Yorn microCURTAS recebeu a inscrição de 80 filmes a concurso para MOTELx

Seguinte