Inicio outros Samsung Galaxy C5 Pro oficializado por 342 Euros

Samsung Galaxy C5 Pro oficializado por 342 Euros

O Samsung Galaxy C5 Pro foi oficializado na China e vem equipado com um ecrã Super AMOLED de 5.2 polegadas, um processador Qualcomm Snapdragon 626, 4 GB de memoria RAM, 64 de capacidade de armazenamento e um slot para cartões microSD.

Disponibiliza ainda uma bateria de 2600 mAh, duas câmaras (frontal e traseira) ambas com 16 megapixeis, um leitor de impressões digitais e o sistema operativo android Nougat.

O Samsung Galaxy C5 Pro custa cerca de 342 Euros. Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Quer receber notificações gratuitas no seu smartphone ou computador sempre que lançamos um novo artigo? Clique aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Patricia Fonseca
Viciada em tecnologia, entrou para a equipa em 2012 e é responsável pela Leak Business, função que acumula com a de editora da Leak. Não dispensa o telemóvel nem o iPod e não consegue ficar sem experimentar nenhum dispositivo tecnológico.

Leia também

Windows 10 recebe patch com lista monstruosa de correções

Depois da pequena lista de correções de bugs do Patch Tuesday de setembro para a atualização do Windows 10 de outubro de 2020 (versão...

Esta é a bateria do Galaxy S21+ e há uma surpresa!

As atenções neste momento já estão todas concentradas para os smartphones que a Samsung vai apresentar em 2021. Na prática, espera-se que a gigante...

Calma! Afinal, as RTX 30 não são nada de especial no Mining!

Um dos grandes medos dos jogadores com o lançamento das novas placas gráficas foi sem qualquer tipo de dúvidas a sua performance no mining....

OnePlus 8T 5G: tudo o que precisa de saber e as imagens!

Na quarta-feira, 14 de outubro, às 16h, a OnePlus vai apresentar o seu novo topo-de-gama. Trata-se do OnePlus 8T 5G. O sucessor direito dos...

AMD conseguiu o impossível! Parceria com a Huawei é para avançar

AMD + Huawei? Desde Maio de 2019 que as coisas não têm sido nada fáceis para a Huawei, tudo graças às proibições e sanções...