A Samsung espera que as 4 câmeras salvem a sua gama média

A Samsung anunciou muito recentemente o seu novo Galaxy A9, um smartphone de gama média que aposta na qualidade fotográfica para ficar acima da concorrência! Aposta como? Com quatro câmeras traseiras claro está.

Este Samsung Galaxy A9, parece fazer parte da nova estratégia da gigante Sul Coreana, de tentar implementar características ‘topo de gama’, nas gamas mais baixas.

Num esforço de tentar impressionar os mercados em desenvolvimento. E claro, o público mais jovem dos países desenvolvidos que não consegue comprar um smartphone topo de gama.

Dito isto, vamos às câmeras propriamente ditas.

Samsung Galaxy A9

Cada uma tem o seu propósito!

A primeira com 24MP f/1.7, a segunda com 8MP f/2.4 ‘ultra-wide’ (120º), a terceira 10MP f/2.4 telefoto com zoom ótico 2x e por último, a quarta câmera com 5MP f/2.2 que permite efeitos de profundidade.

Contudo, embora esteja equipado com este módulo de quatro câmeras, as restantes especificações são as normais para um smartphone de gama média.

O Galaxy A9 conta com um SoC Snapdragon 660, 6GB de memória RAM e uma bateria de 3800mAh. Além disto, possui ainda 128GB de memória interna, com suporte a expansão via microSD até 512GB.

Em paralelo, tem ainda um sensor de impressão digital na traseira, bem como entrada para auscultadores de 3.5mm, que curiosamente, a maioria dos topo de gama decidiu deixar para trás.

O ecrã de 6.3” é Full HD+, com a resolução de 2220 x 1080.

Em suma, a característica mais importante deste aparelho são as suas 4 câmeras… E a Samsung sabe!

Samsung Galaxy A9

O Galaxy A9 é a primeira prova palpável da mudança de estratégia por parte da Samsung. Aliás, o CEO da Samsung Mobile, DJ Koh, disse uma entrevista recente:

  • “No passado, trouxemos as novas tecnologias que nos diferenciavam da concorrência para os topos de gama, e só depois para os aparelhos da gama média. Mas agora, decidi mudar a estratégia, trazendo estas tecnologias primeiro para a gama média.”

No entanto, existe uma razão para que as novas tecnologias acabem sempre por aparecer primeiro nos smartphones topo de gama…

Um smartphone topo de gama, tem uma margem de lucro bastante superior à de um gama média. E por isso, ajuda imenso nos custos de pesquisa e desenvolvimento da empresa.

Contudo, nos últimos anos, esta área do mercado tem ficado bastante mais lenta… Com as atualizações a tornarem-me cada menos inovadoras e essenciais, ficando cada vez mais incrementais.

Em Maio, um analista da Gartner mencionou que a Samsung está a apostar cada vez menos na gama média. Devido à concorrência Chinesa que inunda o mercado com aparelhos de qualidade com margens de lucro muito mais reduzidas.

Afinal de contas, alguma fabricantes Chinesas, estão a lançar aparelhos de gama média, com características que ainda são raras nas gamas mais altas, como o sensor de impressão digital no ecrã, tornando os seus aparelhos muito aliciantes ao tradicional público alvo da Samsung.

Em síntese, o Galaxy A9, com o seu novo módulo traseiro de 4 câmeras, é um sinal bastante interessante do rumo que a empresa está agora a tomar.

O objetivo da Samsung era apenas conseguir virar todos os holofotes para sim! Naquilo que é no fundo… Um telemóvel de gama média!

E conseguiu! Se fizer uma breve pesquisa na Internet, vai perceber que o Galaxy A9 fez manchetes em todo o mundo. Algo que normalmente apenas acontece com os Galaxy S e Galaxy Note desta vida.

O Samsung Galaxy A9 irá custar 599€ na Europa, e deverá ser lançado em Novembro, saiba mais aqui.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

2 comentários em “A Samsung espera que as 4 câmeras salvem a sua gama média”

  1. “599€” e “Gama média” não combinam. Por isso deixei de comprar Samsung há muito tempo e me virei para telemóveis de marca chinesa…

Deixe um comentário