Roubo de catalisadores – Porquê? Quais são os carros alvo?

Caso não saiba, com o início da pandemia, tivemos uma subida muito significativa no roubo de catalisadores um pouco por todo o mundo, onde temos de incluir o nosso pequeno país à beira mar plantado, Portugal.

Pessoalmente, até conheço duas pessoas que um dia se levantaram de manhã para ir para o emprego, e se depararam com um carro com esta peça a menos, e um custo de arranjo muito significativo à sua frente. Afinal de contas, estamos a falar de um ato de roubo, mas também de vandalismo.

Dito tudo isto, porquê este ‘boom’ no roubo dos catalisadores? Pois bem… Devido aos materiais que se encontram dentro deste componente!

Roubo de catalisadores – Porquê? Quais são os carros alvo?

Portanto, antes de mais nada, é preciso perceber para que serve o Catalisador num automóvel moderno. Faz ideia? Bem, serve para converter as substâncias nocivas em substâncias mais inofensivas. Ou seja, serve para diminuir a emissão de gases poluentes para a atmosfera. Como é que isto é feito? Os gases nocivos entram no catalisador e são filtrados por um conversor composto por paládio e molibdênio, convertendo-os em vapor de água e outros gases não tóxicos.

Até aqui tudo bem, certo? Mas tudo isto levanta uma dúvida importante… Porquê tanto roubo de catalisador?

É muito simples, tudo se deve aos componentes base do catalisador, como o paládio, platina, ródio e molibdênio! Especialmente agora nestes tempos pandémicos, em que a extração destes materiais foi interrompida, e por isso, o seu valor explodiu no mercado.

Desta forma, no mercado negro, os assaltantes estão a conseguir entre 300€~1000€, dependendo do catalisador obtido. Além de tudo isto, como este tipo de componente não é identificado, é virtualmente impossível encontrar as peças roubadas quando estas voltam a aparecer no mercado.

Quais são os alvos mais apetecíveis?

Antes de entrar neste tema, temos de salientar que o catalisador não dura para sempre. O processo de ‘limpeza’ tem um número de kms pré-definido, ou um número de anos de uso, normalmente 10 anos. Tudo porque os materiais mais importantes de todo o sistema vão-se desgastando ao longo do tempo.

Por isso, de forma bem curiosa, os alvos mais apetecíveis são carros recentes (que podem ser mais complicados de roubar, devido a sistemas de segurança modernos), ou pasme-se, carros híbrido.

Em suma, carros mais recentes porque têm um catalisador “novo”, e claro, os carros híbridos, nomeadamente os PHEV, porque usam menos o motor a combustão no seu dia-a-dia.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Mais deste autor

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

Netflix perdeu contra a HBO! Primeira vez em muito tempo…

Foi um ano em cheio para as plataformas de Streaming. Sobretudo porque os cinemas se encontraram fechados durante muito tempo, devido claro está, à...

Sony tem um SSD pensado para a PS5, mas é caro à sorte!

Como deve saber, a Sony lançou finalmente uma atualização para a sua PlayStation 5, que por sua vez, permite a instalação de um SSD...

Fim-de-semana doido na Netflix! Aproveite os novos projetos!

Mais uma semana, e mais uma catrefada de grandes projetos que chegaram à Netflix. E como tal, iremos revelar-lhe aqui mais em baixo alguns...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!