RISE Delta Q: Um café invertido é um café diferente?

O mercado das máquinas de café de cápsula é um gigantesco mundo! Temos alternativas para todos os gostos e carteiras, vindas das mais variadas marcas, algumas conhecidas, enquanto outras ninguém sabe muito bem de onde vieram. Porém, no fundo, se formos mesmo muito honestos, é fácil dizer que sabe tudo ao mesmo. É café de cápsula!

Sendo exatamente por isso que a Delta quis fazer algo diferente, ao lançar a sua máquina ‘Rise‘. O que levanta a questão mais importante de todas. Será realmente diferente, ou é apenas uma outra máquina de cápsulas com um “gimmick” à mistura?

  • Gimmick: Algo que não é sério ou de valor real. Quase sempre utilizado para atrair temporariamente a atenção ou o interesse das pessoas.

Bem, vamos por partes!

RISE Delta Q: Um café invertido é um café diferente?

Portanto, a Delta Rise Q é uma criação original do grupo Nabeiro (Delta), sendo desenhada em conjunto com o desiger Phillipe Starck, tudo com o grande objetivo de criar uma “experiência” capaz de oferecer um café diferenciado ao maior fã do café, isto apesar do facto de ser baseada na mesma exata cápsula que tem dado vida às tantas máquinas Delta Q que têm sido lançadas ao longo dos anos.

De forma muito resumida, a ideia aqui é fazer com que o Café entre por baixo do copo ou chávena, sendo assim um sistema que desafia a gravidade.

Porém, apesar de ser uma “coisa” muito diferente e por isso obviamente interessante… Faz mesmo a diferença? Bem, na verdade sim! Faz! O problema é que a diferença pode não justificar a diferença do preço da máquina relativamente a todas as outras alternativas no mercado.

Especificações Técnicas

  • Altura: 288 mm com tampa / 279 mm sem tampa
  • Diâmetro: 195 mm
  • Peso: 3,3 kg
  • Cores: preta, branca ou terracota
  • Depósito: 300 ml
  • Depósito de resíduos: até 6~8 cápsulas
  • Pressão do sistema: 19 Bar
  • Temperatura do café: entre 72 e 80ºC
  • Lavagem de copos em máquina: Sim

Como é que funciona o sistema Rise da Delta?

Chávena “especial” Rise

De forma muito resumida, o café entra por baixo da chávena, o que claro está, implica o uso de chávenas especiais em vez de todas aquelas que provavelmente já coleciona em sua casa.

Que sistema é este?

Simples, na base dos copos rise existe um sistema de retenção que se acopla à máquina. Isto serve para que o expresso seja extraído e injetado de baixo para cima.

Altera o sabor do café?

Pode não fazer sentido, mas a realidade é que o café fica mais bem tirado face a uma qualquer máquina banal de cápsulas. Ou seja, o sabor fica alterado sim, mas para melhor.

Porquê?

Este sistema não serve apenas e só como curiosidade. Também preserva as qualidades aromáticas e organoléticas do café. Ou seja, é um café mais aromático, intenso, cremoso e encorpado. Além disso, é também um processo bastante mais limpo! Ou seja, vai acabar por ter uma máquina mais limpa, porque não tem pingos a cair após a extração, ou salpicos à volta.

Cápsulas especiais?

Não, são as mesmas exatas cápsulas Delta Q que sempre viu nos supermercados.

Existem desvantagens?

Sim, a meu ver, entre várias vantagens e detalhes positivos, existem pelo menos 2 pontos negativos neste produto.

Primeiramente temos o facto de as chávenas serem “especiais”, e em segundo lugar, o preço de aquisição da máquina.

De forma mais concreta, a máquina vem com duas chávenas pequenas para o clássico expresso, bem como com 2 copos altos para outras bebidas mais complexas. O que é um bom pacote inicial sem qualquer sombra de dúvida.

O problema é que se porventura quiser tirar mais que 2 cafés para família e ou amigos, vai ter de andar a lavar chávenas à pressa, ou então vai ver-se obrigado a comprar mais chávenas à própria Delta. (O pack custa 35€).

Sim, como já deve ter percebido, não pode usar outro tipo de chávena. A máquina só funciona com chávenas Rise.

Além de tudo isto, temos o preço da máquina propriamente dita! A Delta Rise Q custa 279€ sem promoções em cima. Um preço bastanta acima daquilo que a grande maioria da população planeia gastar numa “simples” máquina de cápsulas.

Conclusão – Vale a pena?

Isto é como tudo na vida. Opções!

A máquina funciona de forma extremamente simples e limpa. O café sai sempre muito bem, e é obviamente engraçado ver a “coisa” a crescer em vez de pingar.

Aliás, é neste momento a minha máquina principal de café para o dia-a-dia. Uma informação bastante importante, porque eu tenho uma máquina de grão a valer mais de 1000€ logo ao lado, que está neste momento de férias enquanto aproveito a Rise da Delta.

Em suma, se quer uma máquina diferenciada, mas nem por isso mais complicada, capaz de tirar um bom café, tem aqui uma excelente alternativa. (Porém, tente aproveitar alguma promoção da Delta!)

Interessado? Clique aqui.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, fui sempre aquele membro da família que servia como técnico ou reparador de tudo e alguma coisa (de borla). Agora tenho acesso a tudo o que é novo e incrível neste mundo 'tech'. Valeu a pena!

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.

O café é realmente muito bom. Porém, o facto de máquina custar 279€, e as chávenas serem baseadas num design proprietário complica um pouco a missão da Delta.RISE Delta Q: Um café invertido é um café diferente?