A WD já nos habitou a muitas e boas propostas no campo do armazenamento. Dos discos externos às NAS, passando pelos discos rígidos internos, as opções são muitas e variadas. Esta semana recebemos para teste uma nova aposta que dá pelo nome WD My Passport Wireless.

fotogeral

Como não será de estranhar, se tivermos em conta o próprio nome deste dispositivo, o WD My Passport Wireless assume-se como um sistema de armazenamento sem fios, ou seja, uma espécie de disco rígido externo que dispensa cabos. Mas na realidade é muito mais do que isso e pode ser uma aposta sem paralelo para fotógrafos, especialmente considerando o slot para cartões SD integrado e que com toda a facilidade permite fazer uma cópia de segurança dos conteúdos do cartão para o disco rígido interno com 1TB.

cartaosd

O design

Este dispositivo tem um design que em termos gerais parece ser muito semelhante ao do disco rígido WD My Passport Studio, com a excepção porém de ser construído em plástico ao invés de metal. Do lado esquerdo encontramos um slot para cartões SD e na parte superior dois botões com a entrada USB 3.0 no meio.

portausb

Este dispositivo possui dois led indicadores, um que acende quando o dispositivo está em carga e outro que acende quando o WiFi está a funcionar. A luz de bateria também serve de luz indicadora que pisca quando estão a ocorrer actividades de leitura e escrita, quando o dispositivo está ligado ao computador ou quando estão a ser transferidas imagens ou outros conteúdos, a partir do cartão SD.

O funcionamento

Para iniciarmos este disco rígido temos de utilizar o botão que está localizado no canto superior direito e que nos permite ligar este dispositivo. Enquanto está a iniciar o led de bateria vai piscando e passa a fixo e a uma determinada cor quando o dispositivo está pronto a funcionar. As cores podem variar e estão relacionadas com o estado de bateria. Assim se a bateria estiver a 100% ou com mais de 75% a luz é a azul. Menos de 75% e mais de 50% a luz é verde. Se a bateria estiver compreendida entre os 50% e os 15% a luz passa a laranja e se for inferior a 15% surge a vermelho.

Existem duas formas de se aceder a este sistema. Pode-se utilizar uma aplicação para o efeito, a WD My Cloud, através do dispositivo móvel, ou através do computador e mais especificamente do browser. Neste caso vamos avaliar as duas opções.

Através do smartphone

Para utilizar o My Passport Wireless através do smartphone, quer seja Android ou iOS, deverá descarregar em primeiro lugar a aplicação WD My Cloud. Posteriormente e com a aplicação instalada terá de carregar em Conectar agora.

appandroid1

Aí surgem várias hipóteses de conectividade, sendo que neste caso em concreto deverá procurar em adicionar manualmente a opção My Passport Wireless.

appandroid2

Em seguida nas definições de Wi-FI do Android é necessário seleccionarmos a rede My Passport. Depois da mesma seleccionada voltamos à aplicação WD My Cloud e quando carregarmos novamente em conectar já vamos encontrar o MyPassport. No próximo passo temos de introduzir a palavra-passe para protegermos o nosso dispositivo de forma eficaz. Ele será reiniciado.

appandroid3

Com este processo concluído, já será possível utilizar-se a aplicação na plenitude. Desse modo podemos aceder com facilidade aos dados armazenados e que se encontram divididos por categorias para uma localização mais simples.

Mas esta aplicação permite fazer mais do que só visualizar. Assim é possível, de uma forma simples, fazer-se o upload de toda a galeria, dos ficheiros de música e de todo o cartão SD, se assim o desejarmos. Para além disso, podemos ainda fazer o upload de fotografias à medida que as tiramos. Logo, se usarmos o menu no canto superior direito temos acesso à opção câmara para esse efeito.

Através do browser

No browser o mecanismo não é muito diferente. A primeira coisa que devemos fazer no computador é seleccionarmos a rede WiFi My Passport. Depois digitamos no browser o endereço http://mypassport.local/ para acedermos ao disco propriamente dito. Quando o fazemos deparamo-nos com uma interface muito interessante e bem organizada que nos revela rapidamente a capacidade disponível no disco, o tipo de conteúdos, o estado da bateria, a ligação, entre outros aspectos.

interface1

A interface está disponível em sete secções diferentes. A primeira diz respeito à página inicial e é onde surge o resumo de tudo o que se passa no nosso disco. A segunda, WiFi, permite verificar os dispositivos que se encontram ligados ao disco, editar aspectos relacionados com a rede Wifi e ainda ligar este dispositivo a uma rede existente. Este aspecto é importante, por exemplo, para procedermos a actualizações de firmware.

wifi

Na secção Admin configuramos os aspectos alusivos aos acessos do My Passport Wireless. Podemos também activar o acesso por SSH e FTP e ainda alterar o idioma da interface.

admin

Já em Hardware é possível verificar-se o nível de carga, bloquear-se a unidade, reiniciá-la ou desligá-la.

hardware

No separador Média pode activar-se ou desactivar-se o DLNA e uma opção muito interessante no que diz respeito ao cartão SD, nomeadamente, seleccionar-se o modo de importação, ou seja, o que ocorre quando se insere o cartão SD no slot disponível para o efeito. Assim é possível escolher-se se os ficheiros serão copiados ou movidos, deixando deste logo espaço disponível no cartão SD para se capturarem mais imagens. Pode-se ainda activar ou desactivar a importação automática.

media

Em suporte é possível enviar-se relatórios de sistema para o suporte caso algo funcione mal, efectuar testes e até activar-se o sistema de aprimoramento de produto em que são enviadas informações à WD acerca do funcionamento do disco.

Na secção Firmware, como não será de estranhar, é possível verificar-se a existência de novas actualizações ou actualizar-se a partir de um ficheiro. Talvez a actualização manual possa ser em alguns casos a melhor solução, uma vez que optámos pela actualização automática e levou algum tempo até que estivesse concluída.

Aquando da análise deste produto verificámos que existiam actualizações de firmware, nomeadamente a versão 1.02.17 e procedemos à actualização com esta versão de firmware que resolve uma vulnerabilidade relacionada com o Shell Shock.

O funcionamento

A transferência a partir do cartão SD é muito simples. Basta inserirmos o cartão SD no slot respectivo e a transferência é iniciada. Atenção que nessa altura a luz indicadora da transferência começa a piscar e só deverá retirar o cartão quando a mesma passar a fixa.

De um modo geral tudo funciona bem. Conseguimos fazer sem qualquer dificuldade uma cópia de segurança dos conteúdos que estavam no nosso telefone Android.

Este disco funciona também como um disco externo normal, sendo para isso necessário usar-se o cabo USB 3.0 que acompanha o dispositivo. Importa salientar que o My Passport Wireless vem pré-formatado com o sistema de ficheiros ExFAT funciona tanto em Windows como em Mac, sem quaisquer restrições. Importa salientar que este dispositivo não consegue funcionar em simultâneo como disco externo “normal” e servidor de ficheiros. Por isso, se o tiver ligado ao computador através da porta USB 3.0, não conseguirá aceder a ele de outras formas.
O desempenho

Como drive externa, este disco portou-se muito bem nos nossos testes e foi possível atingir velocidades na ordem dos 112 Mbps, ligado a uma porta USB 3.0. Ligado a uma porta USB 2.0 as velocidades rondam os 34 Mbps.

Como drive portátil, funciona igualmente bem. É possível carregar-se os conteúdos HD a partir de um dispositivo móvel, com rapidez e também o streaming funciona muito bem.

Já no campo de servidor NAS, foi possível também acedermos com rapidez às fotografias e documentos.

Conclusão

exEste é sem dúvida um dispositivo muito interessante. O principal destaque vai para o slot integrado para cartões SD que permite descarregar com facilidade os conteúdos armazenados nestes dispositivos para o disco interno de 1TB e por esse motivo pode ser um grande companheiro para quem faz da fotografia um hobbie importante ou profissão. Importa ainda salientar o suporte para Wi-Fi dual stream utilizando o protocolo 802.11n que garante um acesso sem fios muito rápido. Funciona bem, tem um rápido desempenho e se procura um disco externo sem fios que tenha também aspirações a servidor, esta é a solução ideal para si.

Preço

190,99 € versão de 1TB
233,99 € versão de 2TB

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.