Review BlackBerry DTEK50: pensado para empresas, útil para todos

Tempos houve em que a BlackBerry era sinónimo de telemóvel seguro e empresarial. Os tempos mudaram e a marca acabou por perder terreno corporativo face às investidas de Apple e Google no mundo das empresas, até ter que mudar o seu modo de estar e abraçar o “concorrente” Android. O primeiro esforço nesta área foi o BlackBerry Priv, que se mostrou um smartphone excelente a diversos níveis.

No entanto, o Priv continuava a ser um smartphone de elite para um mundo diversificado, onde a base de clientes é importante para justificar a opção por uma marca ou por um modelo. É aqui que nasce o BlackBerry DTEK50, um BlackBerry muito mais terra-a-terra, sóbrio e económico, que oferece muito daquilo pela qual a BlackBerry sempre foi a favorita de muitos: soluções inteligentes e práticas de produtividade.

A nossa experiência com o BlackBerry DTEK50 limitou-se a alguns dias, pelo que a análise seguinte é forçosamente encurtada. A facilidade de utilização do dispositivo, no entanto, significaram que pudemos tirar grande partido deste num curto espaço de tempo, algo sempre positivo a dizer-se de alguma coisa.

Características principais:

  • Ecrã: IPS LCD de 5.2 polegadas FHD
  • Processador: Qualcomm MSM8952 Snapdragon 617 a 1.5GHz
  • Memória: 3GB de RAM, 16GB de armazenamento
  • Câmaras: Principal com 13 MP, f/2.0, detecção de foco por fases e vídeo FHD; frontal de 8MP
  • Bateria: 2610mAh
  • Áudio: estéreo
  • Sensor de impressões digitais: não
  • Tecnologia LTE: sim

Design

O design do BlackBerry Dtek50 baseia-se numa referência TCL.
O design do BlackBerry Dtek50 baseia-se numa referência TCL.

Para poupar recursos, a BlackBerry resolveu criar o DTEK50 sobre um desenho de referência da TCL. Pode parecer chocante, tendo em conta o historial da tecnológica Canadiana na concepção de telemóveis marcantes e de identidade vincada.

No entanto, pelo menos o design é dos melhores da TCL, comercializado igualmente como Alcatel Idol 4. É algo imediatamente reconhecível pelas colunas estéreo bidireccionais em ambas as extremidades do ecrã, e pelas laterais em metal biselado.

A BlackBerry adaptou profundamente o desenho inicial, no entanto, alterando os materiais para um mundo mais activo e necessariamente mais exigente em termos de durabilidade.

Assim, a traseira está coberta por um material semelhante a silicone, com textura para maior aderência. É o mesmo material que encontramos ao redor do ecrã saliente e que indicia uma excelente capacidade do dispositivo para resistir aos arranhões e amolgadelas que – na nossa experiência – se acumulam nestas zonas.

Ainda a destacar a tecla de conveniência cuja localização é confusa ao se encontrar onde se espera o botão power. Este está no topo esquerdo, no entanto. Após a confusão inicial, tudo volta ao normal, até porque a tecla de conveniência pode ser configurada para desempenhar diversas tarefas úteis.

Software

A barra de produtividade é fácil de utilizar para agendar reuniões e tarefas.
A barra de produtividade é fácil de utilizar para agendar reuniões e tarefas.

Uma boa parte da BlackBerry é o software e o DTEK50 mostra que as boas ideias não se reduzem a apenas um sistema operativo.

A BlackBerry colocou no DTEK50 algumas apps particularmente interessantes para as empresas e profissionais activos que têm a vantagem imediata de simplificar a vida para os utilizadores regulares.

Um tal caso é o BlackBerry Hub que concentra as notificações das contas de email, redes sociais e serviços de mensagens num único ponto. Ao mesmo tempo, ao iniciarmos um novo documento, é-nos dada a opção quanto a qual conta queremos utilizar para o sseu envio. Portanto, não precisamos ir a locais diferentes para enviar uma mensagem pelo Whatsapp e ler as notificações do Facebook. Ao mesmo tempo, podemos apagar mensagens apenas do Hub ou tanto do Hub quanto da app, a partir do mesmo local.  O concentrador é tão bom que passaremos a utilizá-lo em qualquer dispositivo Android como apreço pela funcionalidade que introduz.

Outro caso é a barra de produtividade, na qual podemos inserir tarefas e reuniões, ou consultar emails. A barra está discretamente numa lateral e pode ser puxada para o ecrã com um gesto simples.

Para os utilizadores mais preocupados com a segurança, a BlackBerry chama ao BlackBerry DTEK50 o dispositivo móvel mais seguro. Por um lado porque vem com a app DTEK que monitoriza acções suspeitas como apps que solicitam permissões indevidas, ou porque com o arranque seguro é impossível alguém mexer no dispositivo com este bloqueado sem deixar marcas para nos alertar.

Um último pormenor é o teclado BlackBerry e este só não utilizamos noutros dispositivos porque a BlackBerry não o disponibiliza. O autor é um adepto confesso do SwiftKey, mas o teclado BlackBerry tem algumas implementações muito interessantes para quem não recorre muito ao Swipe.

Nomeadamente, as palavras sugeridas surgem acima das letras que deveriam ser pressionadas de seguida e um deslizar para cima a partir da letra em causa completa a palavra. Por outro lado, podemos fazer Swipe para trás sobre o space para apagar uma palavra mal inserida. O resultado é uma experiência de escrita menos intensiva que o usual, menos cansativa, e bastante rápida.

Outra opção interessante é a opção de procurar transversalmente ao telemóvel. Se quisermos procurar um nome, por exemplo, a opção de busca dá-nos o nome, tanto no e-mail, quanto nos nossos contactos, e ainda nos ficheiros do dispositivo. Acreditem: é útil todos os dias.

A observação a reter aqui é que, se muito deste software é pensado para agilizar a vida dos profissionais, há muito que pode fazer pela nossa vida privada, encurtando os recursos de que necessitamos para responder a mensagens ou estar a par das mais recentes notificações das redes sociais. Ao concentrar tanta informação de modo simples, o BlackBerry DTEK50 revela-se como uma excelente opção para multitasking.

Experiência de utilização

Não importa se somos profissionais ou apenas queremos manter atenção às redes sociais: o BlackBerry Hub é um tremendo auixilar.
Não importa se somos profissionais ou apenas queremos manter atenção às redes sociais: o BlackBerry Hub é um tremendo auixilar.

Há que dizer que o BlackBerry DTEK50 é dos smartphones menos envolvidos do mercado. Graças aos concentradores de informação, podemos estar atentos a toda a informação que nos chega sem saltar de app em app, com pouco tempo desperdiçado. Muito menos exige o esforço de mantermos grande atenção ao que se passa. O Hub e a barra Produtividade tratam disso por nós e se configurarmos a tecla de conveniência para aceder ao Hub, todas as mensagens, notificações e emails ficam acessíveis ao primeiro toque.

E como a configuração é no geral fácil, este acabou por se revelar dos smartphones mais rápidos para começar a trabalhar em pleno, após o ligarmos pela primeira vez.

O Snapdragon a bordo é mais do que capaz de aguentar a carga, graças a este software leve. A nossa experiência com o DTEK50 foi curta, mas deu para perceber que não ficamos mal servidos em termos de performance em situações como jogos de gráficos intensivos.

Quanto às apps que geralmente usamos para trabalhar, tais como Microsoft Outlook e Word, não temos queixas, e utilizadas a partir do Hub, a celeridade da resposta foi mais do que satisfatória.

O ecrã, uma unidade FHD, é bastante positiva e ao melhor nível deste segmento de mercado. No exterior perde obviamente muito do brilho, mas utiliza-se fundamentalmente bem, com excelentes ângulos de visão. De facto, já pudemos experimentar smartphones bem mais caros, com ecrãs menos imponentes à luz do sol. De resto, responde bem e reage sem soluços, parecendo ter capacidade suficiente para o ocasional jogo puxado sem deixar grandes rastos de movimento ao longo dos pixéis.

Portanto, os smartphones nesta gama de preço não são já sinónimo de compromissos impeditivos para profissionais. Uma boa capacidade de processamento, aliada a software bem conseguido significam que o BlackBerry DTEK50 cumpre muito bem a tarefa de nos facilitar, tanto o trabalho, quanto a utilização quotidiana do dispositivo.

Câmara

Será talvez um dos pontos menos importantes num telemóvel com as aspirações do DTEK50, mas a câmara de 13MP consegue ter uma prestação bastante positiva.

A seu favor joga sem dúvida um software bem conseguido que inclui um modo totalmente manual facilmente invocado com um simples arrastar a partir da margem esquerda. Para voltar ao modo automático muito intuitivo, basta esconder o modo manual. Nada de cliques extra e isso agrada-nos sempre.

No geral, a avó fotográfica do DTEK50 surpreende positivamente pela sua simplicidade, apesar das funcionalidades que inclui.

[carousel ids=”38530,38529,38528,38527,38526″]

Áudio

O áudio é bastante razoável no DTEK50, graças às colunas estéreo na base e topo do ecrã. Como foi já a nossa impressão com o excepcional Alcatel Idol 4S, o som em alta voz carece de algum coice nos graves, mas é pelo menos limpo até começarmos a puxar verdadeiramente por ele. Em alta voz, o estéreo frontal é uma notável benesse para chamadas claras e audíveis.

Não tivemos tanto tempo para analisar o áudio através do jack. Nota-se a estranheza de que o BlackBerry DTEK50 vem com tecnologia MaxxAudio, mas sempre que os auriculares eram ligados, um aviso sobre normas Europeias desligava a funcionalidade. Not cool, Europa. Not cool.

Conclusão

Temo que dar o braço a torcer: o rebuçado Android com cobertura BlackBerry é bastante interessante e o BlackBerry DTEK50, se não é mais um dos telemóveis de prestígio pelos quais a marca Canadiana ficou famosa, é extremamente prático e atraente do ponto de vista empresarial.

A sua grande virtude, no entanto, é como smartphone e software se interligam bem para criar uma ferramenta de trabalho que simplifica e agiliza as tarefas quotidianas. A vantagem não é apenas para os profissionais, que através da barra Produtividade marcam e monitorizam agendamentos com extrema facilidade, mas também para os utilizadores comuns, hoje em dia sobrecarregados com mails e redes sociais, que podem concentrar comodamente no BlackBerry Hub.

Se algumas destas ferramentas estão disponíveis a partir do Google, para qualquer telemóvel, a combinação Hub/Produtividade/Dtek/teclado permanece exclusiva da BlackBerry e, para muitos, fará toda a diferença. Não precisamos ser profissionais ou empresários: basta termos uma vida activa de múltiplos interesses, em cuja gestão o software da BlackBerry será um grande auxiliar.

O DTEK50 parece ser capaz de verdadeiros milagres de simplificação e capitalização do nosso curto tempo disponível. O BlackBerry DTEK50 representa a marca Canadiana com os pés bem assentes na terra e, com isso, é sem dúvida um passo firme na direcção certa.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário