Inicio Reviews Review áudio: o Marshall London e porque os audiófilos devem olhar para...

Review áudio: o Marshall London e porque os audiófilos devem olhar para ele 

Já está à venda em Portugal (um exclusivo das lojas Fnac) o primeiro smartphone Marshall, a icónica marca de amplificadores, sistemas de som e pedaleiras: o Marshall London.

Mas o carácter do London transcende o utilizador mundano de smartphones, e vem carregado de funcionalidades destinadas a músicos e amantes de música. Será talvez um telemóvel para quem coloca a qualidade áudio acima de tudo e só depois pensa em telemóveis potentes.

O que há então de especial no Marshall London e porque deve preocupar-se com isso?

  • Acima de tudo é  um Marshall

Há poucas imagens mais imponentes que Alex Lifeson a debitar em frente a uma coluna de amplificadores Marshall. De facto, os Marshall empilhados simbolizam o rock’n’roll. Ponto.

Músicos ou fãs, este é um nome que invoca memórias e momentos, mesmo sons e figuras da nossa adolescência, e que suscita carinho como poucos outros.

Por isso, em nenhum momento da nossa vida de blogger vimos tal reacção a um smartphone, como a que temos obtido ao Marshall London: as pessoas falam-nos dos sistemas de som que têm em casa, da guitarra, dos concertos. Querem tirar fotos ao London, admiram-lhe a estética.

É definitivamente um Marshall. É definitivamente diferente.

E ter um Marshall London no bolso desperta algumas das nossas melhores memórias auditivas. Nenhum smartphone faz isso.

Claro que não é totalmente um dispositivo Marshall Amplifiers. O terminal é concebido pela Marshall Headphones, um contrato de licenciamento com a Sueca Zound.

Marshall LondonA estética é excepcional. Num mundo de design onde a imitação é a melhor forma de lisonja, o Marshall London é inconfundível.

Do friso branco, ao lettering, passando pelo exterior que imita o revestimento dos amplificadores Marshall, ou pelo dourado dos detalhes e da roda de volume, o Marshall London foi pensado para despertar paixões e para ser uma inegável afirmação de estilo.

E depois há a roda de controlo de volume. Mais nenhum smartphone do mercado vem com tal implementação e é mais do que simplesmente diferente: é eficiente.

  • Jack áudio duplo

Já toda a gente passou pela situação incómoda de ter de partilhar um auricular ou andar com um splitter atrás. Mas pensar que o Marshall London vem com dois jacks para agradar aos casalinhos seria demasiado simplista.

Marshall London
O jack duplo é uma melhor ideia do que poderíamos pensar.

Vamos ser francos: uma boa parte dos músicos que conhecemos compõem e gravam sempre que podem. Andam com as demos no carro, no telemóvel, e não são tímidos de pedir a opinião.

Assim não é preciso mudar os auscultadores para inserir um segundo par ou lá enfiar o AUX e fazer um feed para a aparelhagem ou mesa.

Mas isto é ainda muito redutor. Com dois jacks, a opção óbvia é utilizar um para gravação e o outro para monitorizar o resultado. Podemos mesmo fazer playback de temas através de um jack e ouvir outros com o segundo.

Portanto, músicos e DJ’s têm aqui bastantes aplicações extras possíveis, graças às duas entradas áudio que mais nenhum smartphone inclui.

  • DAC Cirrus Logic WM8281

Não há volta a dar: nenhum chip no mercado pode rivalizar com um DAC dedicado. Quem já experimentou um smartphone com tal raridade sabe que é incomparável aos system on chip que equipam a maioria dos smartphones, se bem que nem sempre ao nível de um bom player.

Marshall London
As colunas frontais do Marshall London são talvez as mais potentes no mercado.

O Marshall London vem com um chip Cirrus Logic (Wolfson) WM8281, capaz de playback de ficheiros de 24 bit, 192kHz.

Aliado ao software da Marshall, este DAC é potentíssimo. Quando activado o bass boost, o som é trovejante e o equalizador permite encontrar o equilíbrio certo entre a potência dos baixos e as altas frequências.

A separação dos canais estéreo é excelente e estamos realmente a ouvir música com classe. Consta que foi necessário limitar o WM8281 para não sobrecarregar os altifalantes frontais, o que não deixa de ser extraordinário, tendo em conta o puto volume e densidade que o Marshall London já consegue debitar.

As colunas frontais não poupam em decibéis, e têm do melhor áudio em qualquer lado, aguentando bem até surgir distorção. Para serem perfeitas, só lhes falta a capacidade para os baixos de terminais como o Huawei P9 Plus.

De destacar que a conectividade Bluetooth recorre ao codec aptX da Qualcomm, permitindo transmissão de áudio com qualidade CD via Bluetooth.

  • Software audiocêntrico 

O Marshall London é pensado para os ávidos consumidores de música e por isso permite concentrar diversas contas de música (Google Music, Tidal, Spotify, etc.) numa só app, a Marshall Home.

Marshall London
Bass Boost e equalizador ligado ao Cirrus Logic são excelentes para o controlo fino do áudio.

Um ponto realmente interessante é o equalizador e o bass boost já mencionados anteriormente. Ambos encontram-se ligados ao chip Cirrus Logic e, como tal, os ajustes são não só apreciavelmente eficazes como transversais a qualquer app que utilizamos.

Em particular, o coice do bass boost é fenomenal. Sem nada a contrapor: temos aqui as melhores baixas frequências que já ouvimos em qualquer smartphone. É quase impossível acreditar sem o ouvir, mas é verdade. Via jack, claro.

O ajuste do equalizador permite, no entanto, que o BB não afogue os médios e as altas frequências. Basta um ajuste e os rails e os pratos recuperam toda a diferenciação que precisarmos.

O resultado é um som denso, completo e soberbamente texturado.

E aqui voltamos de novo à roda de ajuste do volume. Poderíamos pensar porque é audiocêntrica, certo?

O melhor é o controlo refinado que nos permite, evitando o típico exagerar no aumento do volume e ter de recuar. Aqui vamos só até onde queremos, com um aumento e diminuição do volume bastante gradual.

Marshall London
A roda de controlo do volume é apaixonante.

Por outro lado, a Marshall foi simpática em programar para cima de 30 níveis de volume. Isto significa muito mais do que ajustes finos para a nossa música: é fundamental para a utilização das ferramentas de gravação e edição de música que o dispositivo traz, pelo que tudo parece muito bem pensado.

Continuando nas ferramentas audiocêntricas, encontramos o eDjing London, que nos parece uma razoável ferramenta para DJ’s, e a Loopstack, uma ferramenta que permite gravar samples e combinar até 4 pistas.

  • Auscultadores Marshall Mode 

Os melhores auriculares que alguma vez vieram de série num smartphone, ponto final.

Mas isto não diz muito, tendo em conta a qualidade sofrível da maioria dos dispositivos, pois não?

Digamos que se entrarem numa loja e saírem de lá aliviados de €60 não se vão arrepender. O som é imenso e os Mode acomodam muito bem o baixo pesado do Marshall London, com um baque seco e pouca distorção. As altas frequências passam muito bem aqui, resultando no tal som texturado que mencionamos acima.

O peculiar é que, em conjunto com o Marshall London, os Mode aproximam-se razoavelmente do som de um concerto ao vivo. Não tanto quanto alguns auscultadores, mas o suficiente para nos transportar para lá.

  • Em resumo

Eh pá, áudio primeiro e telemóvel depois, parece ser aqui o lema. E a verdade é que temos aqui o melhor som que já tiramos de um smartphone sem mais do que o que vem na caixa.

Os termos de melhor comparação seriam com o Samsung Galaxy S7 que também possui um chip Cirrus Logic, o Huawei Mate 9, ou o Sony Xperia XZ.

Mas eis a questão: qualquer um destes dispositivos pede bem uns €300 acima do London, e ainda teríamos de desembolsar os auriculares. Dá-nos uma nova perspectiva da coisa, certo?

Por isso, para quem vive do áudio ou para o áudio, o Marshall London é algo a considerar muito seriamente. Estejam atentos às nossas páginas, porque vamos passar algum tempo com esta jóia do rock n’roll para fazer uma análise bem mais profunda. Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Quer receber notificações gratuitas no seu smartphone ou computador sempre que lançamos um novo artigo? Clique aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia também

Hyundai Kona N 2021: um SUV não pode ser divertido?

Atualmente os entusiastas no mundo automóvel estão a optar por pequenos e grandes SUV. Algo que contraria a grande procura anterior pelos famosos e...

Redmi K30S: especificações e preço de um super-equipamento!

A Xiaomi vai apresentar um novo equipamento da gama K30 na China. O evento terá lugar amanhã. Dito isto, o novo dispositivo vai chamar-se...

Alerta Play Store: se tem uma destas 21 aplicações apague já!

Apesar de todos os cuidados que a Google tem com as aplicações que tentam entrar na Play Store, é praticamente impossível garantir que a...

OnePlus Nord N100: uma bela surpresa por 179 Euros

A OnePlus lançou oficialmente dois novos smartphones económicos. Assim os dois equipamentos, o OnePlus Nord N10 e Nord N100, são os modelos mais baratos...

AirPods Pro 2 e AirPods 3: prepare-se para as novidades em 2021

A Apple tem feito muito sucesso com a sua gama de AirPods. É verdade que outros equipamentos como o HomePod não foram muito populares....