Inicio Hardware Razer Tomahawk - O primeiro PC Destkop da marca é modular!

Razer Tomahawk – O primeiro PC Destkop da marca é modular!

A Razer é inegavelmente uma marcas Gaming mais conhecidas do mundo dos PCs e consolas, graças aos seus muitos produtos pensados para estes dois mundos.

Estamos afinal a falar de uma empresa que já produz telemóveis, portáteis, monitores, ratos, teclados, comandos… E pelos vistos, a partir de agora, PCs Destkop! Tudo isto sempre com um grande foco naquilo que um jogador realmente quer.

Sim, a Razer aproveitou a CES 2020 para apresentar o seu primeiro PC Gaming denominado por Tomahawk. Uma torre completamente atualizável que é num fundo um computador modular.

Razer Tomahawk – O primeiro PC Destkop da marca é modular!

Razer Tomahawk

Agora podem estar a dizer… Mas Nuno, todos os PCs Desktop são modulares! Afinal de contas, podes tirar a placa gráfica e meter uma nova, meter mais RAM, mudar o processador, entre outras coisas.

Sim, tudo isto é verdade, mas o conceito de modularidade aqui é um pouco diferente.

Afinal de contas, não existe uma motherboard tradicional neste computador, ou sequer um processador (CPU) como num PC ‘normal’. Em vez de tudo isto, temos um computador modular Intel NUC Element.

Razer Tomahawk

Muito resumidamente, estamos a falar de um ‘cérebro’ que pode ser substituído a qualquer momento, onde podemos encontrar um CPU i9-9980HK, um sistema de refrigeração, espaço para memória RAM, espaço para armazenamento M.2, Wi-Fi 6, montes de conectividade, etc… Ou seja, à responsabilidade da Razer fica apenas o fornecimento da fonte,  placa gráfica, SSD, ventoinhas e RAM. (Bem, na verdade, a Razer podia só vender a caixa, e deixar os utilizadores fazer o resto.)

Dito tudo isto, a empresa afirma que o produto irá chegar ao mercado em Junho, isto por um preço que ainda não está decidido a 100% de 2000$ para o modelo base (Core i7, 16GB de RAM, 512GB SSD, e finalmente uma gráfica RTX 20 que ainda não conhecemos o modelo). O modelo mais apetrechado poderá contar com um Intel Core i9, 64GB de RAM e ainda uma RTX 2080 Super.

Em suma, está um pouco longe do protótipo que a Razer revelou em 2014, em que todas as peças poderiam ser facilmente substituídas por módulos. Contudo, também parece algo mais realista e bastante mais simples de conseguir transformar num produto real.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Fonte Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Quer receber notificações gratuitas no seu smartphone ou computador sempre que lançamos um novo artigo? Clique aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Leia também

OnePlus Nord: problema está a deixar utilizadores nervosos!

Os smartphones estão mais avançados do que nunca. No entanto, isso não significa que não tenham problemas. Que o diga quem comprou um OnePlus...

(Especial) É possível construir um PC Gaming por 500€?

(Especial) É possível construir um PC Gaming por 500€? - Pois bem, num mundo em os entusiastas ficam loucos com uma simples placa gráfica...

Ansioso por novos jogos? Eis os lançamentos de Outubro!

Todos os meses os jogadores têm acesso a fantásticos novos jogos e Outubro não poderia ser exceção. Mesmo apesar de por vezes os títulos...

(Análise) Moshi Tego: Uma mala para quem adora tecnologia

A Moshi quer cada vez mais ser uma referência no mundo das malas e periféricos lifeStyle como auscultadores, carregadores, capas, etc... Por isso, foi...

La Casa de Papel vai ser muito quente! Atriz aparece sem roupa

La Casa de Papel está a excitar cada vez mais os fãs à medida que varias novidades vão sendo reveladas. Afinal de contas, depois...