Quer mudar de emprego? A inteligência artificial pode adivinhar!


Por em

Mudar de emprego? O mundo empresarial está cada vez mais estranho. Se concordam com esta afirmação então acreditem que tudo tem tendência a piorar. Com a crescente popularidade da inteligência artificial não é surpresa que as empresas a aproveitem para dar um boost na produtividade e automatizar muitas tarefas.

O desejo de mudar de emprego pode ser mudado pela inteligência artificial

No entanto, no caso da inteligência artificial utilizada na IBM, as coisas podem ficar algo estranhas. Quem chamou à atenção para este facto, foi o canal de televisão CNBC. Esta empresa patenteou um “programa de atrito previsível” que foi revelado pela CEO Ginni Rometty. Na prática utiliza o machine learning para analisar os colaboradores e determinar quando eles estão prestes a abandonarem a empresa.

A CEO afirma que a fiabilidade destas previsões ronda os 95%.

Mais do que isso, acrescenta que este programa poupou à IBM mais de 300 milhões de dólares em custos de retenção. Se tudo isto for mesmo assim, então são números impressionantes.

Falando de retenção, Rometty afirmou à CNBC no @Work Talent + HR Summit que a melhor altura de abordar um colaborador é antes de eles saírem.

Esta afirmação pode ser traduzida da seguinte forma.

É mais fácil convencer um colaborador a ficar enquanto está na empresa do que convence-lo a voltar quando já saiu. E como é que se pode convencer? 

Bem, através de promoções, formação e até incentivos financeiros.

Entretanto a CEO não divulgou as especificidades do funcionamento deste sistema de inteligência artificial. Isto até faz sentido, para evitar que empresas concorrentes consigam deitar a mão à forma como isto funciona.

No entanto, o canal CNBC afirma que este sistema de inteligência artificial tem muito sucesso uma vez que analisa diversos vetores. Pode analisar as classificações que têm sido obtidas e o historial, pode verificar a forma como são envidadas mensagens de texto, entre outros fatores.

Na prática são muitos fatores analisados e que eventualmente poderiam passar despercebidos a olho humano, mas não aos sistemas de inteligência artificial.

Leia também

Ou veja mais notícias de Featured

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.