Qualcomm lança chipset Snapdragon 850 para PCs Windows


Por em

A Qualcomm está focada em expandir o seu negócio ao nível dos chipsets e como tal, para além de fabricar chips para dispositivos móveis, esta empresa também está a fabricar processadores para os dispositivos da Internet das Coisas, sistemas de realidade virtual, entre outros. Agora, na Computex 2018, em Taiwan, esta empresa apresentou ao mundo o processador Snapdragon 850, desenvolvido especificamente para dispositivos Windows.

O chip deve impulsionar uma nova geração de dispositivos Windows que vão utilizar processadores Snapdragon, fabricados pelos inúmeros parceiros da Qualcomm. A Samsung já anunciou que fará um PC 2-em-1 com o Snapdragon 850.

O chipset possui processadores ARM, integração de LTE, um sistema avançado da gestão de autonomia e muito mais. Importa salientar que o  novo processador pode funcionar em velocidades de relógio mais altas sem aquecer demasiado. Ele consegue atingir uma velocidade de 2.96GHz, o que torna o processador 30% mais rápido que o SD835.

Snapdragon 850

O Snapdragon 850 é desenvolvido com o mesmo processo de 10nm de segunda geração que também é utilizado no Snapdragon 845. A isto junta-se o modem X20 para ligações mais rápidas. A empresa afirma que o Snapdragon 850 inclui diversas alterações ao nível de hardware e software para torná-lo melhor em atividades de PC em comparação com o Snapdragon 845.

O modem Snapdragon X20 pode agora atingir velocidades de 1,2 Gbps. No que diz respeito à autonomia, a nova plataforma, de acordo com a Qualcomm, vai oferecer maior desempenho, mas ainda assim +20% de vida útil da bateria e +20% de velocidades sem fios.

O Qualcomm Snapdragon 850 também utiliza codecs de áudio e vídeo atualizados e inclui suporte para codificação e decodificação de H.264 e HEVC 4K para serviços de reprodução de vídeo. Destaca-se o suporte para captura de vídeo 4K através das câmaras que possam estar integradas nos equipamentos.

Ao nível do áudio, o chipset melhorou a faixa dinâmica e reduziu as métricas de distorção harmónica no seu codec de áudio, e a saída de áudio analógico e digital é compatível com as tecnologias Aqstic e aptX da Qualcomm.

O que acham que isto pode vir a significar para a Intel e a AMD?

Leia também

Ou veja mais notícias de Hardware

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Etiquetas
Anterior

Gigabyte vai expandir a sua linha Gaming AORUS

AnTuTu: Estes são os smartphones mais rápidos de Maio

Seguinte