PS Plus Premium foi uma má ideia da Sony? O que acha?

Como deve saber, a Sony resolveu revolucionar o seu serviço de subscrição mensal PS Plus, de forma a conseguir finalmente rivalizar com o extremamente bem sucedido Xbox Game Pass da concorrente Microsoft. No entanto, fica a sensação que o esforço foi mal medido, e que acabou por ser um exercício que acrescenta pouco, e que até pode vir a ser um tiro no pé.

PS Plus Premium foi uma má ideia da Sony? O que acha?

Portanto, a Sony prometeu imenso com o seu novo PS Plus agora dividido em três categorias diferentes. No entanto, as novas categorias também significaram um aumento de preço muito significativo, visto que o PS Plus base manteve o preço da velha subscrição, enquanto a mais cara subiu para o dobro.

Além de tudo isto, apesar de chegar ao preço da subscrição do Xbox Game Pass, a Sony foi incapaz de responder a uma das melhores vantagens do seu serviço rival… A disponibilização imediata de jogos exclusivos no dia do seu lançamento.

Mas, apesar de isso ter irritado alguns jogadores, a verdade é que algo que a grande maioria dos jogadores ‘perdoa’, tal é a qualidade e quantidade de jogos AAA exclusivos que a Sony vai lançado ao longo dos anos. (Como é o exemplo de GoW: Ragnarok.)

O real problema nesta altura do campeonato, está mais relacionado com o facto de os jogadores estarem a falhar em ver a real vantagem das categorias mais apetrechadas. É algo que até está a resultar no abandono do serviço por parte de alguns destes jogadores.

Mas vamos por partes.

O PS Plus está agora dividido em 3 categorias, a Essential que é basicamente a antiga PS Plus (Oferece multiplayer e alguns jogos), a Extra adiciona alguns jogos PS4 e PS5, mas nada de acesso a jogos no seu lançamento. Estas duas, são para mim, os tiers mais interessantes. Dito isto, por fim temos a subscrição Premium, mais cara, que inclui tudo aquilo que as outras categorias também incluem, com a adição de jogos PS1, PS2, PS3 e PSP. Qual é o problema de tudo isto? Primeiro… Onde estão os jogos da PS Vita? Segundo, a organização da interface é fraca, terceiro, o número de jogos incluídos é bastante abaixo para um ‘refresh’ que já aconteceu há alguns meses. Para ter ideia, existem 14 jogos para a PS1, 24 para a PS2 e 7 para a PSP. 

Podiam ser poucos jogos, mas icónicos! Mas nem por isso! Na PS1 não temos Gran Turismo nem Wipeout. Não temos Metal Gear nem Silent Hill. Onde está Tomb Raider? Final Fantasy VII? Não faz sentido.

No lado da PS3 temos muitos e bons jogos. Mas, quando se fala de nostalgia, o que lhe vem à cabeça? A PS1, a PS2, ou a PS3? Dá a sensação que entre o pacote ‘Extra’ e o pacote ‘Premium’, estamos a pagar (e bem) por uma mão cheia de nada.

Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Está a pagar os pacotes mais altos do PS Plus? Ou ficou pelo base? Partilhe connosco a sua opinião na caixa de comentários em baixo.

Não perca nenhuma informação importante. Siga-nos no Google Notícias. Siga-nos ou clique no símbolo da estrela no canto superior direito.
mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Receba a nossa Newsletter

Outros artigos

Televisão 8K de 110” com 3D inovador. Comprava?

Como deve saber, as TVs 4K já são banais...

Intel baixa preço dos processadores em 20% (Core 12000)

No ano passado tivemos um aumento nos preços em...

Odeia o Teams? Isto vai melhorar a experiência!

A pandemia de COVID-19 já está, em grande parte,...

Artifact: Uma rede social baseada em Inteligência Artificial

Já andamos a ouvir falar de Inteligência Artificial há...

Sony perdeu alguma das sua fé no lançamento do PSVR2

O PlayStation VR2 promete imenso, ao trazer muitas das...