Promessa dos smartphones (quase) topo de gama já está a falhar!

Os smartphones realmente bons, especialmente os que nos chegam às mãos a partir das fabricantes de referência, estão caros… Estão provavelmente demasiado caros. Aliás, estão tão caros, que é muito provável que não exista espaço para subir preços em 2024.

Assim, os aparelhos de gama premium, mais concretamente os da Samsung, Xiaomi e Apple, devem continuar nos 1500€. Além disso, todas as fabricantes estão a sentir uma necessidade real de mexer no hardware e design dos aparelhos imediatamente abaixo desta gama de preços, e também nas gamas médias e baixas do mundo Android.

- Publicidade -

Afinal de contas, entre um iPhone SE 4 com um design moderno que deve chegar ao mercado entre os 600€ e 700€, smartphones dobráveis “FE” significativamente mais baratos, e várias ofertas de gama média interessantes no mundo Android, como é o caso do Nothing Phone (2a), a realidade é que as coisas estão a mudar! Curiosamente, porque têm mesmo de mudar.

Sendo também por isto que a Qualcomm, uma das principais responsáveis pelo encarecimento quase absurdo no mundo dos smartphones nos últimos anos, resolveu lançar um SoC (quase topo de gama), para dar vida a smartphones quase topo de gama, a preços muito mais apelativos. Estamos a falar do SoC Snapdragon 8s Gen3, que deveria teoricamente dar origem a smartphones incríveis entre os 500€ e 800€.

Porém, a promessa já está a falhar.

Promessa dos smartphones (quase) topo de gama já está a falhar!

Portanto, toda a ideia base à volta do SoC Snapdragon 8s Gen3 parece incrível.

Afinal de contas, o chip não é assim tão diferente face ao topo de gama Snapdragon 8 Gen3, mas tem um valor de produção muito mais baixo, porque muito provavelmente está a aproveitar chips “defeituosos” que não tinham capacidade ou potencial para dar vida ao SoC topo de gama da Qualcomm.

Porém, apesar do anúncio, quase nenhum aparelho baseado neste SoC chegou ao mercado Europeu, poucos são aqueles que chegaram ao mercado Asiático, e… Bem… Já estamos em Abril!

Aliás, um dos aparelhos mais interessantes baseado neste SoC “inovador”, o Motorola Edge 50 Ultra, chegou ao mercado Europeu à volta dos 1000€. O que não faz qualquer tipo de sentido. Se eu quiser um smartphone por 1000€, vou comprar um topo de gama, não vou comprar um “quase” topo de gama. Uma situação que mete logo má imagem em toda a estratégia da Qualcomm, e das suas parceiras Android.

Afinal, se a Motorola, que até é uma das fabricantes que mais aposta na Qualidade-Preço, não é capaz de lançar um smartphone baseado neste SoC a um preço decente. Quem é que o vai conseguir fazer no ecossistema Android?

Para pagar 1000€, mais vale comprar um OnePlus, ou então, esperar pelo Nothing Phone (3) que deve chegar com especificações incríveis a um preço bastante mais apelativo.

Antes de mais nada, partilhe connosco a sua opinião acerca deste tema. Use a caixa de comentários em baixo para o efeito.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, fui sempre aquele membro da família que servia como técnico ou reparador de tudo e alguma coisa (de borla). Agora tenho acesso a tudo o que é novo e incrível neste mundo 'tech'. Valeu a pena!

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.