Quando é que os processadores Intel vão baixar de preço?

A Intel está neste momento a lidar com problemas muito sérios na produção de produtos de 14nm. Devido a isso, os preços da oitava geração Intel Core subiu consideravelmente nas últimas semanas.

E como deve ter percebido pelo mais recente lançamento… Os processadores Intel Core de 9ª geração, estão também a sofrer com os mesmos problemas.

Processadores Intel

    • Veja aqui os preços dos Intel i9-9900K, i7-9700K e i5-9600K em Portugal – Clique aqui

A 8ª geração Intel Core ‘Coffee Lake’, marca a primeira subida de núcleos desde o lançamento da arquitetura Nehalem, há quase uma década.

Curiosamente, subida feita apenas após o lançamento dos processadores AMD Ryzen. – Provavelmente, porque a Intel não tinha concorrência, e por isso não existia pressão para inovar.

Dito isto, a oitava geração Intel Core oferecia aquilo que a grande maioria dos utilizadores queria… Performance!

E após uma década, finalmente, existia uma razão para estes consumidores atualizarem as suas máquinas. O que se refletiu nas vendas, especialmente do processador topo de gama Core i7-8700K, que foi um tremendo sucesso.

O que não faz qualquer sentido, é que o preço do 8700K continue a subir, mesmo depois de um ano após o seu lançamento…

Afinal de contas, em Fevereiro, era possível encontrar o antigo topo de gama à volta dos 300€, mas agora ultrapassa os 400€, que é um valor bastante acima do PVP recomendado.

Processadores Intel

No entanto, o 8700K não é o único processador a sofrer com as subidas de preço… É um fenómeno que assola toda a gama de processadores Coffee Lake, incluindo o ‘refresh’ lançado apenas há alguns dias.

Por exemplo, o i5-8400 e i5-8400K, outrora uma excelente solução budget, são agora uma alternativa bastante mais cara do que na altura do seu lançamento. (A rondar os 300€.)

Mas afinal, o que é que se passa com os preços da Intel?

De acordo com a Intel, o aumento dos preços é puramente devido ao aumento na procura! O que não parece corresponder a toda a verdade, mas vamos fingir que acreditamos.

Com a Intel a priorizar a produção de chips de servidor (com margens de lucro bastante mais altas), a produção de chips Desktop acaba por sofrer, e com menos stock… Os preços aumentam!

Mas há mais, a Intel está a prolongar muito o ciclo de vida do seu processo de fabrico de 14nm.

Afinal de contas, o processo de 10nm já deveria ter chegado ao mercado em 2016, e mesmo com alguns adiamentos, em 2018 já cá deveria estar… Pois bem, estamos prestes a entrar em 2019, e último planeamento da Intel fala apenas no ano de 2020.

Processadores Intel

O que acaba por significar, que a Intel continua a ter problemas atrás de problemas.

  • Como é que o atraso da Intel nos 10nm pode beneficiar a AMD? – Clique aqui

Aliás, alguns rumores mencionam que as fábricas mais importantes já mudaram para o processo de 10nm.

Mas com os resultados muito abaixo do esperado, e com a ‘vida’ da Intel nas mãos do processo de 14nm, parece que a solução foi voltar a por essas fábricas na produção de produtos de 14nm, algo que demora largos meses.

Basicamente, parece que tudo o que podia correr mal à Intel… Correu muito MUITO mal, o que levou à subida exagerada de preços.

O que também já se começa a refletir na bolsa!

O banco de investimento global RBC Capital Markets, baixou o valor de mercado da Intel, dizendo:

  • “Achamos que o impacto das dificuldades de produção da Intel poderá aumentar no último trimestre do ano. Devido ao aumento da procura da época natalícia.”

Tendo isto em conta, a Intel está a fazer tudo o que pode para resolver o problema. Prometendo um investimento de mil milhões de dólares para aumentar a produção de produtos de 14nm.

E em paralelo, mudou alguns chips para as linhas de 22nm, para libertar algum espaço nas linhas saturadas.

Em síntese, se estava à espera do lançamento da 9ª geração Intel Core, para comprar um processador da geração passada… Provavelmente vai ter de olhar para a concorrência! Pois os preços da AMD estão apenas a ficar melhores semana após semana.