Hands-on Xiaomi Mi 9: Topo-de-gama ou tiro ao lado?

Quase todos os utilizadores Android têm um fraquinho pelos smartphones Xiaomi. Para além da qualidade que se torna cada vez mais evidente nos dispositivos que vão sendo lançados, a relação qualidade/preço é também uma mais-valia incontornável. Agora chegou-nos às mãos um smartphone que representa muito bem as duas características que referimos acima. O Xiaomi Mi 9 é, sem dúvida, um dispositivo muito interessante. Será que vale a pena o investimento?

Xiaomi Mi 9: elevado desempenho garantido pelo chipset Snapdragon 855

Uma coisa é certa. O Xiaomi 9 é um smartphone muito elegante. A isto junta-se o desempenho. É que aposta no chipset Snapdragon 855 que dá vida ao S10 nos Estados Unidos. Tem também um ecrã AMOLED com um sensor de impressões digitais integrado. Destaca-se também a câmara tripla na parte traseira.

Xiaomi 9: Design

Na parte frontal temos molduras muito finas. Inclusivamente na parte inferior e superior. Possui também uma monocelha em forma de gota de água.

Na parte superior da moldura temos um microfone e também o sensor de infravermelhos que está de volta a esta família.

Faz sem dúvida muito jeito, especialmente quando não conseguimos encontrar o comando da TV.

Já na parte inferior estão as grelhas de altifalantes e também a porta USB Tipo-C.

O Xiaomi Mi 9 não tem saída para auscultadores como acontece com muitos modelos mais recentes que chegaram ao mercado. No entanto é possível utilizar auscultadores USB Tipo-C ou um adaptador. Claro que também podem recorrer a auscultadores sem fios. O som via Bluetooth é realmente bom especialmente com o suporte para os codecs aptX HD e LDAC.

Entretanto do lado esquerdo temos o slot para acomodar os cartões SIM. Do lado direito estão os botões de volume e o que permite ligar e desligar o dispositivo.

Na parte traseira está uma configuração de câmara tripla com o flash LED por baixo.

Olhando de repente para o Mi 9, dá ares ao Huawei P30 Pro do ano passado, embora não exista uma câmara em separado.

À semelhança dos modelos da Huawei, neste as câmaras também saem para fora.

É por esse motivo que é boa ideia utilizarem a capa que está incluída. No entanto, não resolve tudo. É que apesar de colocarem a capa as câmaras ainda ficam um bocadinho de fora.

Entretanto na parte traseira não há mais nada. Isto porque o sensor de impressões digitais está integrado no ecrã.

O design é sem dúvida muito interessante e a Xiaomi está cada vez melhor nos equipamentos que vai lançando. É verdade que também são mais caros, mas percebe-se o motivo.

Xiaomi Mi 9: Ecrã

O Xiaomi Mi 9 tem um ecrã Super AMOLED de 6.4 polegadas. Disponibiliza uma resolução Full HD+ que se traduz em 2340×1080 pixéis. A proporção é de 19:5:9. O ecrã tem uma monocelha em forma de gota de água, cantos arredondados e tem sem dúvida um aspeto premium.

O painel deste smartphone pode funcionar em três modos distintos. Por defeito, está o contraste automático. Depois tem também o contraste aumentado e o modo standard para que o conteúdo esteja sempre visível em todas as condições.

Xiaomi Mi 9: Especificações

A versão que recebemos para teste tem uma capacidade de memória que não vai estar disponível em muitos mercados. De facto, na maioria dos países, teremos modelos com 6GB e com capacidades de armazenamento que podem variar entre os 64 e os 128GB. Este tem 8GB, já está com a versão beta do MIUI 10 9.4.1 e tem 128GB de capacidade de armazenamento.

O chipset Snapdragon 855 é sem dúvida uma mais valia. É bastante rápido, como aliás os vários testes que circulam pela Internet já demonstraram. Este processador combinado com a resolução Full HD+ do smartphone asseguram que tudo corre extremamente bem, nas mais diversas condições.

Xiaomi Mi 9: a bateria

A bateria tem 3300 mAh. É verdade que muitos fabricantes estão a apostar em baterias de 4000 mAh. Ainda assim, iria aumentar significativamente o preço de venda deste dispositivo. Talvez tenha sido por isso que a Xiaomi deixou ficar os 3300 mAh.

Entretanto o Mi 9 suporta a tecnologia de carregamento rápido QuickCharge 3 e carregamento sem fios a 20 watts.

No entanto, dentro da caixa vem um carregador que não consegue disponibilizar a velocidade de carregamento máxima de 18watts.

Claro que podem sempre adquirir um carregador de 27 watts que ao nível de smartphones, só vem com o Mi Mix 3.

Xiaomi Mi 9: Câmaras

Ainda não tivemos oportunidade de experimentar as câmaras a fundo, algo que faremos em breve. No entanto, importa falar um pouco delas.

Encontramos assim uma configuração tripla, como já referimos. Temos um sensor grande angular, outro standard e ainda um terceiro que assegura o zoom a 2x.

O sensor grande angular tem 16 megapixéis e uma abertura f/2.2. Por outro lado, o standard tem 48 megapixéis. É aquele que mais vão utilizar e tem uma abertura de f/1.8. Para finalizar o sensor responsável pelo zoom tem 13 megapixéis e uma abertura de f/2.2.

Xiaomi Mi 9: Primeiras impressões

Neste momento ando a testar o Huawei P30 Pro e quando pego no Xiaomi Mi 9 não posso dizer que temos um equipamento com a mesma construção. Ainda assim, têm preços completamente diferentes. O Xiaomi Mi 9, em promoção, pode ser comprado por 450 Euros.

Link para compra por 450 Euros -> aqui. Têm de aplicar o cupão 64GBMI9 para obterem o desconto. Versão de 6GB de memória com 64GB de armazenamento.

De facto, por este preço levamos para casa todo o desempenho do mesmo chipset que está presente na versão americana do Galaxy S10. E acreditem que o Snapdragon 855 é mesmo rápido. O facto deste dispositivo vir com um ecrã Super AMOLED, ter o sensor de impressões digitais integrado no ecrã e ainda câmara tripla são outro dos pontos de destaque. No entanto, é verdade que não temos a estabilização ótica de imagem nem a resistência à água. Ainda assim, comparativamente ao que temos a ganhar, é um equipamento que vale mesmo a pena. Contem com a análise completa em breve!