Fold

(Mini-Review) Samsung Galaxy Fold – Caro… Mas muito diferente! – Estou farto de dizer na Leak.pt, que o mercado de smartphones está estagnado. Que bem no fundo, qualquer smartphone de 200/300€ faz exatamente o mesmo que um topo de gama de 1000€+… E claro está, a Samsung sabe disto melhor que ninguém!

É por isso que passou os últimos 6 anos a desenvolver um novo tipo de telemóvel, para não ser apenas a primeira num novo mercado! É que ao fim ao cabo, o real objetivo da Samsung é mesmo dominar este novo segmento logo desde a sua infância. E pelos vistos, está no bom caminho para o conseguir.

(Primeiras Impressões) Samsung Galaxy Fold: Caro… Mas diferente!

Galaxy Fold

Portanto, como já deve ter percebido, estamos a falar do Samsung Galaxy Fold. O primeiro dobrável da gigante Sul Coreana. Mas também o primeiro smartphone dobrável digno desse nome. (O lançamento do Royole FlexiPad vale o que vale…)

Dito isto, como também já deve saber, o Galaxy Fold não teve o lançamento mais fácil de sempre, muito graças ao à pressa que a Samsung teve para agarrar este mercado com as duas mãos de uma só vez. O que em boa verdade, até podemos perdoar… Afinal, estamos perante uma peça de engenharia realmente inovadora, diferente, e no fundo… Espetacular!

Fold

Por isso, foi com um misto de medo e entusiasmo que recebi o afamado Fold para review.

Para ser muito sincero, tive sempre aquele medo intenso de ter de assinar um termo de responsabilidade, e de ver 2000€ a voar da minha conta como se fossem bombons nesta época natalícia. Mas não, parece que a própria Samsung tem fé nas minhas mãos! (Mais que eu.) Por isso, vamos lá começar!

Unboxing e Primeiras Impressões

O primeiro contacto com o Galaxy Fold é toda uma experiência por si só. Assim que abrimos a caixa, vemos aquilo que é na verdade um tablet, num pacote onde também podemos encontrar uma capa de proteção, um carregador rápido e ainda uns Galaxy Buds.

Mas assim que pegamos no telemóvel… Parece que entramos num filme de ficção científica. Ou que pelo menos, andámos este tempo todo enganados ao utilizar smartphones com ‘pequenos’ ecrãs de ~6 polegadas, quando podíamos estar a utilizar um autêntico tablet que abre e fecha como se fosse um livro.

Assim, logo que começamos o ‘Start Up’ do Sistema Operativo, a sensação é óbvia. Este é mesmo o futuro dos smartphones! Quer seja neste formato, ou no formato do Moto RAZR que a Samsung também deverá apostar já em 2020.

Design e Ecrã

Fold

O design do Fold já não é novidade para ninguém. Contudo, quando o temos na mão é que é possível perceber tudo aquilo que a Samsung tinha em mente. E o que realmente queria oferecer ao consumidor neste novo tipo de aparelho.

Portanto, podemos contar com um ecrã principal dobrável de 7.3”, bem como um ecrã secundário de 4.6” que irá servir apenas e só para o safar se não tiver a hipótese de abrir o Fold. Dois ecrãs que funcionam extremamente bem em conjunto, visto que pode abrir uma app no ecrã ‘pequeno’ e acabar o seu trabalho no ecrã ‘grande’ sem perder uma pitada da acção.

Posso dizer desde já, que ler artigos, ir ao Facebook, Instagram, etc… É uma experiência completamente nova. Isto já para não falar do que é ver vídeos no YouTube ou Netflix, ou tirar fotos! Mas isso é uma história para outra altura… Ou como quem fiz, vai ter de esperar pela análise detalhada.

No entanto, todo este espaço tem um lado negativo… A dobra cria uma saliência no ecrã de plástico, que em certos ângulos de visão é notória apesar de não incomodar nada por ai além. É um mal necessário que ao fim ao cabo acaba por não ser nada do outro mundo quando fica maravilhado com tudo o que vê à sua frente.

Conclusão

Em suma, ainda não tive muito tempo para ver o que o Galaxy Fold vale no mundo real. Mas queria partilhar com vocês o que me passou pela cabeça quando o tirei da caixa pela primeira vez.

Agora vem o período de teste, onde irei utilizar o Fold como utilizo todos os meus smartphones. Sem medos de dados, quedas, etc… Para o que der e vier!

Vou levar o menino para o ginásio, para o trabalho, para saídas à noite. Porque ao fim ao cabo, acho que é isto que todos queremos saber. Se o Galaxy Fold pode ou não substituir um smartphone ‘normal’ no dia a dia de um utilizador também ele normal.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Entretanto, se quiser saber mais acerca do Fold, clique aqui.

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.