A Playstation 2 foi sem dúvida nenhuma, uma das consolas mais populares da história. Aliás, depois da sua produção ter terminado em 2013, muitos jogadores acabaram por ficar de facto tristes com o fim desta marcante geração.

Contudo, passados cerca de 6 anos após o fecho das linhas de produção… Eis que a velhinha Playstation 2 está uma vez mais de volta. Mas agora como um dispositivo portátil com servidor SMB. Mas explicaremos tudo mais em baixo.

Afinal de contas, como será esta nova consola PlayStation 2?

A nova Playstation 2 foi criada por um fã que tal como muitos outros, acabou por não se conformar com o fim da consola. Assim, desenvolveu este projecto que será mais ou menos uma mistura entre a velhinha PSP e a ainda mais idosa Playstation 2.

Assim, a nova consola terá uma biblioteca de jogos embutida, com os mais variados títulos. Possuindo também um servidor Raspberry Pi SMB, que permitirá que os jogadores joguem títulos sem necessidade de Drive de DVD. Tal como a antiga PS2 tinha.

No entanto, esta ‘nova’ consola apenas irá conseguir durar cerca de 1 hora até precisar de nova carga. Emitindo um aviso com cerca de 20 minutos de antecedência, até que se desligue por completo.



Apesar desta PS2 não ter sido criada pela Sony, isto poderia de alguma forma gerar uma receita incrível para a empresa!

Playstation 2

Como já mencionámos em cima, a nova Playstation 2 foi criada apenas por um fã. Portanto, ela não se encontra de momento disponível para ser adquirida no mercado normal. Contudo, na nossa mais sincera opinião, achamos que este poderia ser de facto um excelente negócio para a Sony.

Afinal de contas, agora que já não existe nem PS2 nem PSP, este poderia ser a oportunidade perfeita para a empresa deixar os fãs realmente satisfeitos com uma consola que é praticamente um dois em um.

E visto que a empresa até já tentou entrar no mercado de consolas nostálgicas, com a PlayStation Classic… Porque não uma consola portátil, com as capacidades da PS2? Certamente que irá fazer mais sucesso que a Classic.

Gostou do que leu? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo. 

Fonte / Fonte da Imagem