Google Play Store: Não quer ficar sem dinheiro? Remova esta apps!

Há um novo perigo à espreita na Google Play Store e este é bem grave. É que não estamos a falar de aplicações maliciosas que se limitam a mostrar publicidade e a sobrecarregar o smartphone como abordámos. Estamos a falar de aplicações que do nada começam a cobrar centenas de Euros aos utilizadores. Isto deve-se a uma política de testes que existe na loja da Google.

Play Store: aplicações cobram centenas de Euros por mês! Cuidado!

Em primeiro lugar quem descobriu este problema foi a empresa de segurança Sophos e é mais grave do que inicialmente pode parecer. A Play Store permite aos utilizadores descarregarem algumas aplicações de forma gratuita e que podem ser experimentadas durante um curto período de tempo. O problema é que quando esse período acaba, começam as cobranças. Até aqui tudo muito bem. A questão é que quem não queira continuar com a App não tem apenas de a remover. Tem de informar o programador que não pretende a aplicação. Caso não o faça, vai continuar a ser cobrado. Na maioria das vezes, a pessoa nem se apercebe.

Mas esta questão assume contornos muito mais graves. É que a Sophos encontrou apps que em menos de uma semana conseguem cobrar mais de 200 Euros aos utilizadores. No caso de uma App, os programadores cobram 104 Euros ao final de 72 horas. Depois cobram 214 Euros quando o período de teste acaba. Isto tudo mesmo que remova logo a app. É por isso que tem mesmo de cancelar a subscrição.

Tecnicamente as apps, considerando as regras da Google Play Store, não estão a fazer nada de fraudulento ou ilegal, até porque cumprem as funções que deviam. O problema é que misturam a componente de testes de forma pouco perceptível levando as pessoas a fazer pagamentos.

As aplicações de que falamos estão na imagem abaixo. Verifique já se tem instaladas no seu smartphone.

Entretanto se tiver ainda algumas destas aplicações instaladas não se esqueça de cancelar a subscrição. Para além de remover a aplicação de teste informe o programador que não a vai continuar a utilizar.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário