As pessoas utilizam cada vez mais aplicações, agora, mais do que nunca!

50268
0
Share:

A utilização de aplicações não tem mudado muito ao longo dos anos. Cada ano que passa, as pessoas utilizam mais aplicações e por períodos mais longos de tempo. Tal como se esperava, 2016 não foi muito diferente. De acordo com um relatório do App Annie, as pessoas passaram quase um bilião de horas em aplicações em 2016 e a tendência deve continuar em 2017.

Vamos agora ver alguns números para melhor compreender essa evolução.

Tendo em consideração que este gráfico se baseia apenas em telefones Android, podemos observar que, no primeiro trimestre de 2017, as pessoas usaram mais 25% de tempo em aplicações, comparativamente com o período homologo de 2016. Uma das causas apontadas pelo App Annie é o aumento considerável de utilizadores de smartphones. Isto poderá querer dizer que as pessoas podem não estar a usar as aplicações com mais regularidade mas simplesmente, que existem mais pessoas a utilizar smartphones. Embora não pareça mas, o gráfico acima adiciona mais 1 bilião de horas de utilização!

Este gráfico ilustra bem uma realidade que é, em regra geral, bem conhecida de todos nós, o número de aplicações que usamos versus o número de aplicações que temos instaladas nos telefones. Em média, usa-se entre 1/3 a metade das aplicações instaladas, valores que variam de região para região. E há algumas razões para que isso possa acontecer, como por exemplo, as aplicações que são pré-instaladas nos dispositivos e raramente são utilizadas. Existem outras aplicações, como os file managers ou outras aplicações de produtividade que têm uma utilização bastante reduzida. A titulo de exemplo, o Google Docs que muitas pessoas o usam mas, quantas efetuam o download de apresentações ou folhas de cálculo e as utilizaram efetivamente? Afinal, o sucesso das aplicações ditam-se pelo número de pessoas que realmente as utiliza.

Relativamente ao número médio de aplicações utilizadas por dia, em todas as regiões, o mínimo de aplicações utilizado foi de 9, sendo que a maioria utiliza 10 ou mais. Isto até pode parecer muito mas, se tivermos em conta que, virtualmente tudo o que fazemos com um telefone requer uma aplicação, os números crescem rapidamente. O relatório também refere que as aplicações também variam no dia-a-dia. Assim, não é apenas aplicações das redes sociais mas também, ferramentas, utilitários, compras, jogos ou entretenimento. A conclusão é que não estamos a usam um conjunto de aplicações por dia mas sim, um conjunto de aplicações de diferentes tipos a cada dia.

Com base no gráfico acima, onde a região selecionada é os Estados Unidos e tendo por base o sistema operativo Android, podemos reparar que o número de aplicações da categoria ferramentas, onde são incluídas as aplicações Google Assistant ou o Cortana, é o mais utilizado, com cerca de 4 apps diferentes, tal como o número de aplicações para as redes sociais. Provavelmente será também por serem parte das aplicações pré-instaladas como o Google Chrome no Android ou o Safari no iOS. Os utilizadores de Android jogam mais que os utilizadores de iOS, no entanto, os utilizadores de iOS usam uma maior variedade de aplicações de redes sociais.

Em média e ainda nos Estados Unidos, os utilizadores gastam um mês por ano a utilizar uma aplicação em particular. Isto dá, aproximadamente, 2h e 15m por dia. De facto, o tempo gasto por dia tem vindo a aumentar desde 2015.

O relatório indica que os utilizadores gastam mais de 80% do seu tempo, não na aplicação Top para o seu país. A aplicação Top é, em regra geral, o Facebook ou o WhatsApp. A forma de obter uma vista sobre o como os utilizadores gastam o seu tempo seria obter uma visão “per session”. Isto porque, um utilizador pode utilizar uma aplicação como o Facebook, 10 vezes e por um minuto, no entanto pode usar o Google Maps por 10 minutos numa única vez. Isto quererá dizer que, o tempo gasto nas duas aplicações é igual, embora para as métricas, o Facebook apareceria mais vezes.

O gráfico acima mostra o número de sessões por dia e o seu tempo. Aplicações de navegação têm menos utilizações, no entanto, um tempo superior de utilização. No mesmo comparativo, as aplicações de finanças e banca online têm um número aproximado de sessões mas, com menos tempo por sessão. As aplicações para as redes sociais encontram-se fora deste gráfico, curiosamente, mas isso é provável que se deva ao fato de que, o número de utilizações por dia seria bastante superior ao que este gráfico apresenta. As aplicações de relacionamentos apresentam resultados surpreendentes, tanto a nível de número de sessões, como da sua duração.

O último gráfico é relativo aos jogos, neste caso na plataforma Android. Tal como as restantes aplicações, os jogos têm vindo a crescer desde há uns anos. A Coreia do Sul e o Japão são os países onde esse crescimento mais aumentou, dentro dos analisados. Um dos motivos desse crescimento é o fato de que a receita é bastante superior comparativamente às outras aplicações. Nada disto é propriamente uma surpresa mas é mais fácil de ver o aumento, com a ajuda de um gráfico.


Share:

Leave a reply