Perigo! Scooter Xiaomi M365 pode ser controlada remotamente


Por em

Um problema com os dispositivos inteligentes é que estão susceptíveis a serem atacados. Isto realmente é um perigo. Às vezes quando penso nestas coisas, vem-me à mente os perigos que podem oferecer os automóveis mais recentes. Já imaginaram alguém começar a controlar o automóvel que estamos a conduzir? E se for uma trotinete, também chamada de scooter elétrica? Foi exatamente isto que aconteceu com o conhecido modelo M365 da Xiaomi.

Xiaomi M365

Xiaomi M365: uma vulberabilidade permite o controlo à distância

De facto, devido a uma vulnerabilidade, este modelo pode passar a ser controlado por um utilizador mal intencionado. Assim, é possível acelerar ou travar a trotinete remotamente. Já imaginaram as consequências?

Isto não é novo. Já vimos criminosos a contornarem sistemas de carros, altifalantes e muito mais no passado. Agora é a vez das scooters elétricas.

Xiaomi M365

De facto são meios de transporte cada vez mais populares e muito utilizados em cidades movimentadas.

É por esse motivo que esta possibilidade de controlo remoto pode ser perigosa. Claro que não estamos a falar da maioria das trotinetes presentes nas cidades, mas sim deste modelo específico, a Xiaomi M365.

A revista Wired abordou o facto e refere que o problema está relacionado com o módulo Bluetooth que permite que a scooter faça a ligação com a aplicação para dispositivos móveis.

Xiaomi M365

Um grupo de investigadores descobriu que se conseguem ligar à scooter sem necessitarem de uma palavra-passe ou qualquer outra forma de identificação.

Através deste método conseguem que a scooter ande de forma mais rápida ou mais lenta. Ao mesmo tempo também é possível instalar malware. Já imaginaram irmos a alta-velocidade e travarmos de repente?

Quando a empresa que descobriu este problema, a Zimperium, informou a Xiaomi acerca desta questão, a gigante chinesa admitiu ter conhecimento do mesmo. No entanto, afirmou que ainda não tinha conseguido encontrar solução.

Isto acontece porque a Xiaomi adquiriu o módulo bluetooth a terceiros em vez de o ter desenvolvido de raíz.

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Sony Xperia 10 e Xperia 10 Plus: Todas as especificações e preços

AMD não acredita no sucesso do DLSS das NVIDIA GeForce RTX

Seguinte