Perigo – Perfuraram de propósito a Estação Espacial Internacional!

A história do misterioso buraco que apareceu numa nave espacial anexada à Estação Espacial Internacional está cada vez mais estranha. Num novo relatório da agência russa TASS, quem perfurou o buraco pode ter danificado mais do que apenas o próprio casco.

Citando fontes anónimas, a TASS informa que, quando o buraco foi encontrado, a tripulação a bordo do ISS realizou uma análise detalhada aos danos. Uma das ferramentas utilizadas foi um endoscópio, para verem o que estava do outro lado do buraco. Quando enviaram as imagens e o vídeo de volta à Terra, a agência espacial russa descobriu danos num  componente do outro lado do buraco.

Então, o que estava danificado para além do casco? “Apenas” o escudo anti-meteoritos que, como o próprio nome indica, protege contra as rochas espaciais.

“Os vestígios de perfuração foram encontrados não apenas dentro do compartimento da  nave espacial, mas também no escudo anti-meteorito que cobre a nave por fora e está colocada a 15 milímetros de distância do casco de pressão”, disse a fonte à TASS. “O topo da broca veio através do casco de pressão e bateu no casco exterior não estanque.”

A questão é que este problema, mais tarde, ou mais cedo, vai ter de ser resolvido. Como devem imaginar, a nave espacial é essencialmente o barco salva-vidas da tripulação a bordo da estação espacial, caso algo dê para o torto. Ter um buraco no salva-vidas, mesmo que seja remendado, para enfrentar uma reentrada na terra não é algo muito bom.

O relatório da TASS também revela mais algumas informações acerca da investigação e de quando o buraco foi perfurado. Segundo a mesma fonte fonte, todos os componentes da nave espacial foram fotografados durante o processo de montagem e nenhum dano está presente nessas fotos. Isto significa que o buraco foi perfurado antes do término dos trabalhos na nave espacial ou durante o longo período de inspeção.

A Rússia ainda não revelou se já tem algum suspeito em mente. As primeiras informações sugeriam que o culpado poderia já ter sido encontrado internamente, mas nada surgiu desde que esses rumores começaram a circular.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário