Pelos vistos, a queda de preços na RAM é para acabar

As fabricantes de chips DRAM conseguiram uma receita de 17.65 mil milhões de dólares no último trimestre de 2020, o que equivale a um crescimento de 1.1% em relação ao ano passado.



De onde veio o crescimento? É o fim da quebra nos preços da memória RAM?

preços na RAM

Segundo a TrendFornce, este pequeno crescimento nas receitas teve origem na China, nomeadamente nas fábricas das fabricantes de smartphones como a Oppo, Vivo e Xiaomi, que expandiram a sua produção para ocupar o lugar da Huawei no mercado.

Contudo, como este foi o único segmento do mercado de memória que soube o que fazer, as fabricantes de chips DRAM continuam com demasiado inventário nos armazéns. Algo que poderá mudar nos primeiros dois trimestres de 2021. Preços da memória a aumentar?

Ainda assim, a procura continua estável em toda a indústria, por isso, devido à recente falta de luz nas instalações da Micron no fim do ano passado, é expectável que os preços subam um pouco em 2021. Mas calma, não são esperados aumentos significativos de preço. Ou seja, o preço da memória RAM tem estado em queda há vários trimestres seguidos. Não sendo assim expectável que a tendência mude de um momento para o outro. Entretanto, é também possível que a escassez de semicondutores afete esta indústria, mas não no imediato.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Fonte

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Leia também