Inicio Jogos PCs vs Smartphones: Quem ganha no mundo do Gaming?

PCs vs Smartphones: Quem ganha no mundo do Gaming?

PCs vs Smartphones – A indústria dos videojogos, é sem dúvida, cada vez mais uma mina de dinheiro! Consegue cativar cada vez mais olhos, e dólares/euros, nas mais variadas sub-categorias.

Basta olhar para o estrondoso sucesso de Fortnite, ou até de Pokémon Go… Aliás, já viu como o eSports tem crescido, e os muitos milhões de seguidores que entram no Twitch todos os dias?

PCs vs Smartphones

Muito curiosamente, até o Netflix, já veio a público dizer, que a sua verdadeira concorrência, não são os rivais diretos, mas sim jogos como Fortnite, ou Apex Legends, que conseguem mover massas.

Se não acredita nisto, basta olhar um pouco para a GDC – Gaming Developer’s Conference, e os muitos anúncios que foram lá feitos, para perceber isto mesmo.

Ainda assim, fica uma questão… Que tipo de plataforma ou aparelhos, tem mais fãs?

Pois bem, uma sondagem com mais de 2000 jogadores, tanto nos Estados Unidos como na China, dá umas luzes. Afinal de contas, o aparelho líder de mercado, depende da região.

PCs vs Smartphones

Portanto, os resultados mostram que nos Estados Unidos, os PCs e os smartphones estão empatados. Já na China, os PCs continuam a reinar o mercado.

É também preciso mencionar, a diferença de uso de consolas, entre os Estados Unidos e China. (Muito provavelmente, porque a venda de consolas, foi banida na China durante muitos anos.)

O Android é líder, quando o utilizador gosta é de jogar

PCs vs Smartphones

Muito curiosamente, segundo este estudo de mercado, os jogadores já não ficam por apenas um aparelho de jogos. Gostam de ter vários sistemas, e de jogar em todos eles!

Algo muito importante, para o Streaming de Jogos, que parece ser a grande aposta para o futuro.

Aliás, até a Google já entrou na brincadeira, apresentado o topo poderoso Stadia

Por isso, no futuro, as soluções de streaming podem realmente ser a solução, negando assim a necessidade de ter hardware super poderoso em casa, utilizando apenas os servidores potenciados por hardware da AMD, Intel e NVIDIA.

As redes de nova geração 5G, também podem ter um papel a desempenhar! Afinal de contas, o streaming é muito giro, mas jogar com lag não…

Em suma, parece que o mercado Gaming está num crescimento absurdo, sem qualquer tipo de fim à vista.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo!

Fonte Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Quer receber notificações gratuitas no seu smartphone ou computador sempre que lançamos um novo artigo? Clique aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia também

AMD Radeon RX 6900 XT: a derradeira arma contra a Nvidia!

A AMD Radeon RX 6900 XT foi oficialmente anunciada. Na prática representa a maior arma da AMD contra a rival Nvidia e uma bela...

Galaxy Watch Active 2 recebe mais uma prenda do Galaxy Watch 3

A Samsung lançou um novo update para o Galaxy Watch Active 2 e o aspeto interessante é que chega com mais uma funcionalidade do...

O iPhone 12 tem carregamento inverso… Mas é só para a Apple!

Ao que tudo indica, os novos iPhone 12 têm mesmo a capacidade de carregar outros aparelhos sem fios. Informações que chegam agora à Internet...

GMC Hummer EV chega com 1000 cavalos elétricos de potência!

A Hummer é sem sombra de dúvida uma das fabricantes mais conhecidas por criar imponentes veículos capazes de enfrentar todo o tipo de terrenos....

Os consumidores voltaram a confiar na Nokia! E agora?

A Nokia não é obviamente a mesma marca que dominou os anos 90 e o início dos anos 2000. Afinal de contas, agora percente...