Parada produção do Samsung Galaxy Note 7. E agora, Samsung?


Por em

A imprensa internacional está a veicular a notícia de que a Samsung terá parado a produção do Samsung Galaxy Note 7, após diversos incidentes com unidades de substituição. A verificar-se a veracidade da notícia, este pode ser o fim do Galaxy Note 7.

Segundo a NBC, a Samsung confirmou apenas estar a ajustar os volumes de produção para melhorar o controle de qualidade e inspeccionar a fundo as unidades produzidas.

Inicialmente, e após diversas explosões de unidades Note 7, a Samsung não se poupou a esforços para obter a devolução das unidades em circulação e, compreendo o risco que representavam, aconselharam todos os utilizadores a desligarem os dispositivos. Uma actualização de software criou mesmo um ícone vermelho de bateria e foi obtida permissão da Google para utilizar igualmente o ícone verde das unidades seguras.

No entanto, menos de um mês após a chegada das unidades seguras ao mercado, os problemas voltaram, com um incidente a receber particular atenção, nomeadamente uma unidade que pegou fogo durante o embarque de um voo da Southwest Airlines.

Desde então, mais três incidentes terão envolvido unidades Galaxy Note 7 de substituição, supostamente seguras. Tudo ficou ainda mais complicado para a Samsung quando, na sequência de um incêndio que levou à hospitalização do dono do dispositivo, um representante da Samsung se enganou e enviou para a própria vítima um email a questionar se deveriam tentar atrasar a revelação do incidente.

O incidente envolvendo o Note 7 de Michael Klein deu-se na Terça-feira passada, um dia antes da explosão abordo da aeronave da Southwest, indicando que a Samsung já estaria consciente de que haveria um problema.

A resposta das operadoras Americanas foi rápida, com a AT&T a ser a primeira a anunciar ter deixado de vender o dispositivo, ainda ontem, com as restantes operadoras a se seguirem.

Com uma acção em bloco desta envergadura, a Samsung pode não ter tido outra hipótese que não a suspensão do fabrico do Galaxy Note 7.

Amplamente visto como o melhor smartphone do ano, o Note 7 está a tornar-se rapidamente um pesadelo. Se nos primeiros incidentes a culpa foi atribuída às baterias de um grupo específico de baterias, as explosões que afectam unidades ditas seguras será bem mais difícil de explicar.

Se existe algum defeito insanável no Samsung Galaxy Note 7, poderá esta segunda onda de incidentes sinalizar o fim do Galaxy Note 7?

Leia também

Ou veja mais notícias de outros

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Deve comprar um Google Pixel ou Pixel XL? Cinco razões para levar a sério a nova Google

Vernee Mars 4G Phablet e Vernee Apollo Lite 4G Phablet a preço de saldo

Seguinte