Está preparado para pagar para fazer pesquisas na Google?

A Google poderá estar a considerar uma mudança radical no seu modelo de negócio. De acordo com um relatório do Financial Times, a empresa está a explorar as pesquisas pagas que serão um pouco diferentes. Isto porque darão direito a funcionalidades de alta qualidade baseadas em IA. Mas está preparado para pagar para fazer pesquisas na Google?

Está preparado para pagar para fazer pesquisas na Google?

De acordo com o relatório, fontes familiarizadas com os planos da Google sugerem que estas funcionalidades avançadas de pesquisa baseadas em IA poderiam tornar-se parte dos actuais serviços de subscrição da Google, como o Gemini Advanced ou o Google One. O relatório indica que mesmo o nível premium da Pesquisa Google continuará a incluir anúncios, enquanto a versão tradicional continuará a ser de utilização gratuita.

- Publicidade -

digitalizar documentos no ficheiros da Google, Pesquisa Google, Google bloqueadores de anúncios, mais espaço na conta Google,, salvar conta Google, maior novidade da google, Google função Portugal

Esta potencial alteração parece resultar da necessidade da Google de equilibrar duas prioridades: integrar IA de ponta na sua experiência de pesquisa e, ao mesmo tempo, salvaguardar a lucrativa publicidade de pesquisa que constitui a sua espinha dorsal financeira. Os impressionantes 175 mil milhões de dólares da empresa em receitas de publicidade relacionadas com a pesquisa no ano passado sublinham os riscos envolvidos. Entretanto, a ascensão meteórica do ChatGPT da OpenAI empurrou a Google para uma corrida pelo domínio da IA.

Entretanto a Google começou a testar o seu serviço de pesquisa baseado em IA, conhecido como Search Generative Experience (SGE), em maio do ano passado. O SGE oferece resumos e respostas a consultas com recurso a IA, juntamente com a apresentação tradicional de hiperligações e publicidade. Até há pouco tempo, a experiência SGE era puramente opcional, quando a Google começou a testá-la como uma experiência predefinida para um conjunto limitado de utilizadores. No entanto, a empresa tem sido lenta a incorporar estas funcionalidades de SGE no seu principal motor de pesquisa. Provavelmente devido aos elevados custos computacionais associados aos modelos de IA generativa.

Embora o SGE ofereça potenciais benefícios para o utilizador, desafia simultaneamente a base do atual modelo de negócio da Google. A capacidade da IA para fornecer respostas completas pode levar a uma diminuição dos cliques dos utilizadores nas hiperligações dos sites. Isto resulta em menos impressões de anúncios e pode pôr em risco o principal fluxo de receitas da Google.

O relatório afirma ainda que os engenheiros da Google já estão a desenvolver esta tecnologia, mas uma decisão conclusiva e um calendário de lançamento permanecem incertos. Vai pagar por uma melhor experiência de Pesquisa Google?

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.