Os jogos de Janeiro do Stadia Pro já foram anunciados!


Por em

O serviço de streaming Google Stadia foi lançado há cerca de um mês, e apesar de ter desapontado vários jogadores e especialistas. A verdade é que já foram reveladas várias novidades acerca dos jogos que vão estar disponíveis para esta plataforma no futuro.

Portanto, depois de no dia 31 de Janeiro acabar o prazo limite para fazer o download de Destiny 2 e Samurai Showdown, vão chegar outros dois novos jogos, que serão nada mais nada menos que Rise of the Tomb Raider e Thumper.

Que jogos são estes e até quando é que ficarão disponíveis no Stadia Pro?

Rise of the Tomb Raider

Este jogo foi laçado pela primeira vez em 2015, e teve todo o seu conteúdo baseado em filmes, o que contribuiu para que fosse bastante bem recebido pelos jogadores.

Rise of the Tomb Raider estará disponível no Stadia Pro já a partir do próximo dia 1 de Janeiro. E até agora ainda não existe nenhuma data limite para o jogo sair de cena. 


Thumper

Stadia Pro jogos

Este jogo foi lançado em 2016, e foi adaptado aos óculos VR numa primeira instância. No entanto, será agora um dos novos jogos Stadia do mês de Janeiro, onde poderá ou não utilizar a tecnologia VR.

Assim, você interpretará a personagem de um besouro espacial, que tem como principal objectivo derrotar uma figura gigante e demoníaca. Contudo, até chegar a esse boss, terá uma série de obstáculos para passar que não se avizinham nada fáceis.

Thumper estará disponível no serviço da Stadia Pro já a partir do próximo dia 1 de Janeiro. E até à agora ainda não existe nenhuma data limite para o jogo sair de cena. 



Gostou do que leu? O que achou dos jogos do serviço Stadia Pro? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo. 

Fonte

Leia também

Ou veja mais notícias de Jogos

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Xiaomi prepara novo smartphone com um furo no ecrã! Mi 10?

Apple iPad Pro 2020: haverá hipótese para os tablets Android?

Seguinte