Os 6 melhores smartphones com chipset Snapdragon 660


Por em

Ontem, a Xiaomi esteve na ordem do dia devido à oficialização do Mi 6X. Entre as várias caraterísticas que distinguem este equipamento, está o chipset Snapdragon 660 da Qualcomm que assegura bons resultados a um preço amigo da carteira.

Mas afinal o que há de tão especial neste chipset?

Esta plataforma móvel é a sucessora do modelo 653 da Qualcomm. Existem algumas alterações significativas entre estes chipsets, sendo que a primeira das quais é a alternação do processo de fabrico de 28nm para 14nm que é muito mais eficiente. A segunda diferença é que a Qualcomm introduziu os núcleos Kryo 260 no processador mais recente, numa combinação Cortex-A72 e A53.

A Qualcomm não levantou propriamente o véu acerca do que compõe o núcleo Kryo 260, porém não deverá ser muito diferente do que podemos encontrar no Kryo 280, com alguns ajustes específicos e um novo layout de silício personalizado. O que sabemos é que o Kryo 260 vem com o habitual conjunto 4 + 4, com 4 quatro núcleos a operarem a 2.2GHz com 1MB de cache L2, e outros 4 a 1.8GHz

Snapdragon 660

 No campo gráfico, o Snapdragon 660 vem com um processador Adreno 512 mais poderoso. A Qualcomm afirma que estas mudanças resultam num aumento de 20% ao nível do desempenho do processador.

É claro que a última plataforma móvel da Qualcomm não estaria completa sem um conjunto de funcionalidades extra. Dentro do Snapdragon 660 encontramos também um modem X12 LTE melhorado, compatibilidade com Quick Charge 4, Bluetooth 5, USB Tipo C, entre outras.

Para os consumidores, isto significa um melhor suporte para hardware de câmara dupla e recursos melhorados de processamento de imagem, como o zoom ótico e as otimizações no sensor Clear Sight, acompanhamento ocular e mapeamento de profundidade. Ao nível da duração da bateria também existem novidades e o novo Qualcomm 660 deverá disponibilizar 2 horas de autonomia extra, comparativamente ao 653.

Os melhores smartphones com Snapdragon 660

No mercado a grande maioria dos equipamentos que utilizam o Snapdragon 660 são de gama média. Isto significa que embora ofereçam um conjunto de funcionalidades interessantes, têm um preço amigo da carteira. Nas próximas linhas dizemos-lhe quais são os melhores equipamentos com este chipset que pode comprar.

Xiaomi Mi A2 ou Mi 6X

O Xiaomi Mi 6X tem um corpo em metal Destaca-se a configuração de câmara dupla na vertical na parte traseira e o sensor de impressões digitais. Na parte de cima do Mi 6X está um sensor de infra-vermelhos (muito útil para controlar diversos equipamentos como televisões ou uma box), enquanto em baixo está uma porta USB-C que separa dois altifalantes. O ecrã integrado no Mi 6X é exatamente o mesmo que podemos encontrar no Redmi Note 5 Pro. Assim contem com um painel LCD de 5.99 polegadas e resolução Full HD+ de 2160 x 1080 pixéis.

Ao nível das câmaras a configuração de câmara traseira dupla é constituída por um sensor Sony IMX486 de 12 megapixéis com uma abertura de f/1.75 e por outro Sony IMX376 com 20 que disponibiliza a mesma abertura. Este segundo sensor é também usado na câmara frontal para selfies.

As câmaras traseiras foram desenvolvidas para melhorarem a qualidade dos retratos e mudam automaticamente para o sensor de 12 megapixéis durante o dia ou à noite. Enquanto isso a câmara de 20 megapixéis captura imagens com mais luz. Graças à inteligência artificial, as câmaras traseiras têm a capacidade de reconhecer até 206 tipos de cena diferentes, efetuando automaticamente todos os ajustes que forem sendo necessários. Ao mesmo tempo, têm a capacidade de efetuar traduções em tempo real entre os idiomas Inglês, Francês, Alemão, Japonês, Coreano e Indiano.

Já a câmara frontal que conforme referimos vem com um sensor de 20 megapixéis também tem a ajuda da inteligência artificial para reconhecer até 12 tipos de selfies diferentes.

Estão disponíveis dois modelos com 64GB de capacidade de armazenamento, aos quais se podem juntar 4 ou 6GB de memória RAM e ainda outro com 128GB que vem com 6GB de RAM.

O Mi 6X vem ainda com uma bateria de 3,010 mAh que suporta a tecnologia de carregamento rápido Quick Charge 3.0 18W.  O Android 8.1 Oreo vem pré-instalado neste dispositivo com a interface MIUI 9.5 que adiciona suporte para gestos na totalidade do ecrã.

Nokia 7 Plus

O Nokia 7 Plus é um equipamento que aposta na relação qualidade/preço para cativar os utilizadores. Mas afinal quais são os principais pontos fortes deste equipamento?

Os equipamentos Nokia destacam-se sobretudo pela qualidade e durabilidade. O Nokia 7 Plus junta a esta robustez um design muito atrativo com linhas premium.

O Nokia 7 Plus vem com uma câmara dupla que integra sensores de 12 e 13 megapixéis. Esta combinação garante uma elevada qualidade de imagem e o popular efeito bokeh. Destaca-se ainda o zoom ótico de 2x.

Este dispositivo é alimentado pelo chipset Qualcomm Snapdragon 660 que garante um elevado desempenho no processamento de imagem e uma autonomia superior, comparativamente aos antecessores.

Graças ao Android One, o Nokia 7 Plus vai receber rapidamente todas as atualizações. Vem de base com o sistema operativo Android Oreo 8.1.

O Nokia 7 Plus vem com uma bateria de 3,800mAh que fornece uma excelente autonomia. É carregada através da porta USB Tipo-C integrada no dispositivo.

O ecrã é outros dos pontos fortes deste equipamento. Tem uma proporção 18:9 num ecrã de 6 polegadas protegido por vidro Corning Gorilla Glass 3.

Oppo R11s

O Oppo R11s integra um ecrã AMOLED de 6,01 polegadas com resolução FHD+ (2.160 x 1080 pixels), protegido pelo vidro Gorilla Glass 5. Acima do ecrã está a câmara de 20 megapixéis para selfies que promete deixar os utilizadores mais bonitos, graças à utilização de inteligência artificial. Já a câmara principal tem configuração dupla e combina um sensor de 16MP e outro de 20MP. Ambas têm abertura de f / 1.7.

Muito completo, o OPPO R11s disponibiliza um modo de alto desempenho para jogos a 60fps com o processador Snapdragon 660. Ele junta-se a 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento expansíveis através de cartão microSD para armazenar muitos jogos, música e vídeo.

No campo das novidades destaca-se também o ColorOS 3.2 que para além de maior desempenho adiciona o modo de Ecrã dividido. O desbloqueio através do reconhecimento da face também faz parte do conjunto de novidades e é utilizado um sistema de inteligência artificial para se reconhecer o utilizador. O desbloqueio facial é muito eficaz e funciona em cerca de 0,08 segundos.

Vivo X20 e X20 Plus

O Vivo X20 possui um ecrã Full HD+ de 6 polegadas com uma resolução 1080 x 2160 pixéis. A isto junta-se um processador octa core Snapdragon 660, uma placa gráfica Adreno 512, 4 GB de memória RAM com opções de 64 ou 128 GB de capacidade de armazenamento e ainda um slot para cartões microSD.

Já no campo das câmaras possui uma câmara frontal de 12 megapixéis com uma abertura focal de 2.0 para selfies e duas câmaras principais de 12 e 5 com aberturas focais de 1.8 e estabilização ótica de imagem para fotografias e vídeos.

Importa ainda salientar que disponibiliza uma bateria de 3.245 mAh, um leitor de impressões digitais localizado na parte traseira, e o sistema operativo Android Nougat com a interface Funtouch OS 3.2.

Ao nível das especificações, o Vivo X20 Plus possui um ecrã Super AMOLED de 18: 9 polegadas com uma resolução de 1080×2160 pixéis. A isto junta-se um processador Snapdragon 660, 4 GB de memória RAM e 64 GB de capacidade de armazenamento.

Outras características dão conta de uma câmara frontal de  5 megapixéis para selfies, outra principal de 12 para fotografias e videos e o sistema operativo Android.

Xiaomi Mi Note 3

O Xiaomi Mi Note 3 possui uma moldura em alumínio e um ecrã de 5,5 polegadas. A sua parte traseira é de vidro e é ligeiramente curvada nos lados, o que deve fazer que seja mais confortável de o segurar.

No seu interior encontramos um processador de gama média, um Snapdragon 660. Para ajudar nas tarefas mais pesadas apresenta 6GB de RAM e vem com duas versões de armazenamento, uma de 64GB outra de 128GB.

Com uma bateria de 3.500 mAh e Quick Charge 3.0 não deve ser problema usar o dispositivo por um dia inteiro. Vem equipado com NFC, infravermelhos para interagir com outros dispositivos, bem como alto-falantes estéreo uma característica que muitos topos de gama não têm. Destaca-se ainda um scanner de impressões digitais embutido no botão iniciar logo abaixo do ecrã, uma porta tipo USB-C e funcionalidade de reconhecimento facial.

 

Ao nível das câmaras destacam-se dois sensores de 12 megapixéis com zoom óptico de 2x, estabilização óptica de imagem de 4 eixos e efeito bokeh. A câmera frontal possui um sensor de 16 MP com o modo Adaptable AI Beautify.

Nubia Z18 Mini

Este dispositivo apresenta um design simples em vidro e alumínio. Está disponível em cinco cores diferentes, incluindo numa edição. Mais especificamente pode ser encontrado em preto, branco, rosa, azul e Provence. O equipamento pesa apenas 153 gramas e mede e 148 x 70,6 x 7,6 mm. Importa salientar que do lado esquerdo está presente um botão vermelho dedicado ao assistente de voz.

O Nubia Z18 Mini possui um ecrã FHD + de 5.7 polegadas, um processador Snapdragon 660 AIE, 6 GB de memória RAM e duas opções de capacidade de armazenamento que variam entre os 64 e 128 GB.

Nubia Z18 Mini

Ao nível das fotografias este equipamento apresenta uma configuração de câmara dupla na parte traseira com sensores de 24 MP 5 MP. Importa salientar que a câmara principal terá uma abertura focal de 1.7  com PDAF + Hybrid Contrast AF e foco multiponto. Já na parte frontal encontramos uma câmara para selfies de 8 MP.

Outras caracteristicas dão conta de uma bateria de 3450 mAh, um leitor de impressões digitais que esta localizado na parte traseira  com desbloqueio do ecrã a partir do rosto, o sistema operativo Android Oreo (8.1) e a interface Núbia UI. Já no que diz respeito à conectividade inclui  Bluetooth 5.0, Wi-Fi 802.11 ac, GPS, GLONASS.

Leia também

Ou veja mais notícias de Especiais

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Xiaomi Mi Pad 4: O novo tablet que a Xiaomi tem na manga

iOS 11 está em 76% dos dispositivos, Android Oreo apenas em 4,6%

Seguinte