(Opinião) Xiaomi encareceu demasiado rápido em Portugal?

A Xiaomi, apesar de ser muito mais que isso, é uma das fabricantes de smartphones mais conhecidas do nosso mercado, tendo ganho um quase Jackpot, na altura em que a Huawei foi sancionada quase até à morte.

No entanto, enquanto ter uma Xiaomi forte em Portugal é obviamente importante, é também inegável, que a chegada da marca a este país à beira mal plantado, resultou numa subida de preços muito curiosa. Isto é, relativamente ao passado recente.

Afinal de contas, a chegada da Xiaomi a território Nacional não se pode comparar à chegada de outras marcas importantes, como foi o caso da Huawei, ou mais recentemente, os casos da Oppo e da Vivo. É que ao contrário destas marcas, a Xiaomi escolheu ser, desde muito cedo, uma fabricante extremamente focada na qualidade/preço. Algo que apenas começou a mudar há um par de anos, e que por isso mesmo, tem de ser feito com alguma calma e serenidade.

Ainda assim, apesar do encarecimento em várias gamas, é ainda inegável que a Xiaomi continua a ser a marca de referência, se por ventura quiser um smartphone de qualidade, amigo da carteira. Com aparelhos extremamente interessantes como o Redmi Note 11 lançado em 2022, ou o Xiaomi 11T Pro lançado na segunda metade de 2021.

Mas aqui é preciso falar de algo que é muitas vezes esquecido, mas é extremamente importante... Os Portugueses estavam muito habituados a comprar os seus produtos online, em lojas como a Gearbest, Banggood, etc… Quase sempre a preços extremamente apelativos. Isto, numa altura, em que era extremamente raro encontrar smartphones Xiaomi nas prateleiras das lojas convencionais.

Será que a Xiaomi encareceu demasiado rápido em Portugal?

Portanto, como já deve ter percebido, estou a focar-me nas gamas mais altas, onde, felizmente, tive a oportunidade de testar os 3 aparelhos bandeira, do mundo Android, para 2022, logo na altura do seu lançamento em território Nacional.

Em suma, estou a falar do Samsung Galaxy S22 Ultra, do Oppo Find X5 Pro, e claro, do Xiaomi 12 Pro. Onde, antes de mais nada, tenho de dizer que qualquer um destes aparelhos é digno de ser considerado um topo de gama, e vai obviamente encher as medidas a qualquer entusiasta.

Contudo, se pusermos o Xiaomi 12 Pro, que saiu a 1049€ (na sua versão base) mas entretanto caiu para os 989€ (na loja oficial da Xiaomi), ao lado do S22 Ultra, que já é possível encontrar a menos de 1079€, e claro, ao lado do Oppo Find X5 Pro, que em Portugal custa qualquer coisa como 1099€…

Existe uma questão muito pertinente a responder… Qual compraria?

Verdade seja dita, o Xiaomi 12 Pro é tão bom, ou até melhor, que o S22 Ultra da Samsung ou o Find X5 Pro da Oppo! Especialmente no uso do dia-a-dia, com o aparelho da Gigante Chinesa a dar um autêntico bigode ao topo de gama da Samsung, por sua vez baseado no desapontante SOC Exynos 2200.

Contudo, a compra de um aparelho como este, não depende apenas e só da folha de especificações. Comprar um smartphone é, de forma muito curiosa, algo extremamente emocional. Sendo exatamente por isto, que apesar de apenas ter sofrido leves mudanças no design desde 2017, o iPhone continua a vender que nem pãezinhos quentes, e claro, sendo também por isto, que na minha mais honesta opinião, não acredito que o mercado esteja pronto para um Xiaomi topo de gama perto dos 1000€.

Afinal, o que acha que vai acontecer, quando um consumidor normal, habituado a uma Xiaomi amiga da carteira, e a telemóveis mais focados na qualidade/preço, mete o S22 Ultra ao lado do Xiaomi 12 Pro.

Será que vai escolher o aparelho Chinês em vez do topo de gama teoricamente mais fraco, da mais reputada e conhecida marca Sul Coreana?

Sim, é verdade que o Xiaomi 12 Pro é um pouco mais barato, comparativamente aos seus rivais diretos. (Se souber procurar, até o irá encontrar a pouco mais de 850€!) Ainda assim, acredito que esta transição deveria ter sido feita com mais calma. Ou seja, a Xiaomi vai chegar a esta patamar, mas precisa de mais tempo.

Isto porque, a Xiaomi, apesar do seu potencial tecnológico tremendo, que vamos muito provavelmente ver com o lançamento da versão Ultra do seu topo de gama… Ainda não oferece nada de realmente diferenciador relativamente às suas rivais.

Aliás, a própria Xiaomi acaba por passar uma mensagem estranha aos consumidores,  depois do lançamento do excelente 11T Pro. Um aparelho extremamente interessante, digno de ser chamado topo de gama! Que na altura chegou ao mercado a um preço de 699€, e agora, bem procurado, poderá custar-lhe menos de 450€.

Para finalizar, esta é apenas a minha opinião, e por isso mesmo, vale o que vale. Ademais, qual é a sua? Partilhe-a connosco nos comentários em baixo.

Siga a Leak no Google Notícias e não perca todas as informações mais importantes.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, fui sempre aquele membro da família que servia como técnico ou reparador de tudo e alguma coisa (de borla). Agora tenho acesso a tudo o que é novo e incrível neste mundo 'tech'. Valeu a pena!

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.

Artigos relacionados