O seu Tesla sabe muito sobre si mas não guarda bem segredos


Por em

Em tudo o que meta computadores existe sempre a possibilidade dos nossos dados estarem a ser guardados. Foi exatamente isto que demonstrou uma experiência conduzida por investigadores de segurança e relatava pelo conhecido canal CNBC. A conclusão é só uma. O seu Tesla sabe muito sobre si. No entanto, esta informação fica guardada sem qualquer proteção, leia-se, encriptação.

O seu Tesla sabe muito sobre si. Mas afinal que dados podem ser recolhidos?

seu Tesla

Bem, numa coisa todos concordamos. Os automóveis guardam muitas informações sobre nós. Por exemplo, quando emparelhamos o smartphone com o carro, essa informação é guardada. Em muitos dos casos os contactos também.

No caso do Tesla, porém, estamos a falar de um super-carro.

Assim não é de estranhar que as informações recolhidas sejam bem diferentes. Deste modo, para além das simples informações de emparelhamentos e contactos, ficam também registados vídeos, localizações e dados de navegação, incluindo se tem o pé pesado no acelerador, ou leve. Isto pode ser positivo ou negativo. Negativo porque alguém mal intencionado pode ficar a saber muito sobre si. Positivo, porque no caso de um acidente as autoridades podem aceder a uma verdadeira caixa negra onde está tudo registado. Assim, será fácil perceber-se o que levou a um acidente.

Um dos investigadores que surgiu na reportagem com o nome GreenTheOnly disse à CNBC que conseguiu extrair todo o tipo de dados dos veículos Model X, Model S e Model 3.

Para tentar perceber tudo aquilo que estava à disposição de quem estivesse com vontade de investigador ele juntou-se a um hacker chamado Theo e até comprarem um Model 3 que tinha sofrido um acidente no ano passado apenas com o propósito de investigar.

O resultado? Bem, encontraram informações desencriptadas de até 17 dispositivos diferentes. Mas não só. 

São exemplo disso, o número de vezes que foram emparelhados e até 11 listas diferentes de contactos. Para além disso encontraram entradas de um calendário pessoal bem como descrições de eventos marcados. Foram ainda descobertos diversos endereços de email. Mas as informações recolhidas não ficam por aqui. Foi ainda possível recuperar as 73 últimas localizações onde o veículo esteve e até conseguiram extrair um vídeo do acidente.

Como referi à pouco, o facto destas informações não estarem apagadas é um pau de dois bicos. Sim, pode ser bom para os investigadores de um determinado acidente e mau se as informações forem acedidas por alguém mal intencionado. De facto, nem é necessário contornar nenhum tipo de encriptação.

Um responsável da Tesla afirmou à mesma cadeia de televisão que já disponibilizam modos de proteger os dados dos utilizadores, incluindo a limpeza de todas as informações. Para além disso existe ainda um modo Valet para se esconder todas as informações pessoais.

No entanto, se uma pessoa que vai vender um veículo ou que teve um acidente não fizer isto, é como se as funções não existissem.

Leia também

Ou veja mais notícias de Auto, Featured

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.