Cell, PS3

Ainda se lembra do processador que serviu de base para a PlayStation 3? O todo poderoso Cell que para muitos fazia da PS3 um autêntico super computador. Aliás, se por acaso teve uma das primeiras versões da consola, ainda se deve lembrar que podia ‘emprestar’ o poder computacional da sua consola à ciência com o projeto Folding@Home.

Dito tudo isto, a PlayStation 3 foi lançada no distante ano de 2006! Afinal de contas, desde aí, a PS3 chegou ao fim do seu ciclo de vida, a Sony lançou a PS Vita, PS4, PS4 Pro e PS4 Slim.

E na verdade, estamos a menos de um ano da chegada da nova PlayStation 5… Por isso, é super curioso ler as declarações do diretor técnico da Guerrilla Games (Estúdio criador de Killzone e Horizon Zero Dawn) a afirmar que o Cell é mais poderoso que muitos dos chips mais rápidos da Intel hoje em dia no mercado!



O processador da PS3 é mais poderoso que os atuais CPUs da Intel!?

PS3, Cell

Sim, toda a gente sabe que o Cell da ‘velhinha’ consola da Sony era extremamente poderoso. Aliás, tinha tanto de poderoso como tinha de complexo… E foi devido a isto que a consola acabou por perder a guerra para a Microsoft Xbox 360.

Mas passados tantos anos, é surpreendente ouvir da boca do co-diretor e diretor técnico da Guerrilla Games, que a velho processador contínua a ser mais capaz que algumas das ofertas mais rápidas da Intel de 2019!

“Mesmo os chips desktop de hoje em dia. Os processadores mais rápidos da Intel no mercado, não são tão poderosos quanto o Cell da PS3. Contudo, é muito difícil tirar performance do Cell. Acho que foi algo que saiu antes do seu tempo, porque na verdade funciona mais como um GPU do que um CPU. Por isso, não estava balanceado de maneira a ser possível trabalhar de forma facilitada. O foco dos engenheiros foi o poder, o que afetou a usabilidade, mas foi visionário.”

A Sony aprendeu muito com o ‘fail’ da PlayStation 3 e CPU Cell, por isso, acabou por ir numa direção completamente oposta com a PS4. Aliás, como deve saber, um dos focos da atual consola da empresa foi a facilidade de desenvolvimento. Daí a mudança para a arquitetura x86 que acabou por ser a fundação para os jogos PC, Xbox One e PS4. (O que ajudou muito os ‘devs’.)


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Fonte

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.