O mining de moedas com placas gráficas vai acabar! Entenda.

O mining está a fazer uma grande mossa no mundo do PC Gaming, afinal de contas, não há placa gráficas nas gamas mais altas, e até as mais baratas GTX 1650 estão agora a custar qualquer coisa como 500€ por unidade. Para ter noção, este deveria ser o preço da excelente RTX 3070!

Obviamente que nem tudo é culpa do mining, visto que a crise de produção de microprocessadores também fez das suas. No entanto, é inegável que o mining é quem tem mais culpas no cartório. Afinal de contas, tem alguma dúvida que o mercado iria voltar rapidamente a algum tipo de normalidade, caso as moedas realmente tivessem um ‘crash’ sério?

Mas vamos por partes.



O mining de moedas com placas gráficas vai acabar! Entenda.

Mining

Portanto, o que está aqui em causa nada tem a ver com o recente ‘crash’ no mundo das criptomoedas, mas sim com o futuro do algoritmo Ethereum. Ou seja, vamos focar-nos na relação entre o mundo do PC gaming e o mining, que está prestes a mudar, para melhor.

- Advertisement -

Ou seja, como disse neste artigo, o Ethereum está prestes a mudar a sua base. O que significa isto? Vai começar a trabalhar com PoS (Proof of Stake) em vez de PoW (Proof of Work).

Muito resumidamente, atualmente, o Ethereum utiliza o modelo proof of work para gerar moedas e processar transações. Um modelo que precisa de muito poder computacional, tal e qual como a Bitcoin. A grande diferença aqui é que a grande maioria do mining de Bitcoin é feito por ASICs (sistemas pensados apenas e só para o mining), enquanto o Ethereum se baseia no mining via GPUs – placas gráficas.

Dito tudo isto, o Proof-of-Stake irá basicamente anular a necessidade de sistemas computacionais super poderosos, o que claro está, significa que irá deixar de ser necessário contar com placas gráficas de gama alta na rede que dá vida a todo o algoritmo. Por sua vez, isto significa que a procura por placas gráficas irá baixar muito significativamente, e muito provavelmente, também iremos presenciar uma inundação de placas no mercado de segunda mão.

Quando isto irá acontecer?

Segundo Carl Beekhuizen da Ethereum Foundation, o algoritmo vai completar a transição para POS nos próximos meses. O que por sua vez irá trazer várias melhorias para a rede, que já andam a ser teorizadas há anos. Mas o mais importante é mesmo a queda no consumo de energia na rede, que segundo os cálculos, vai finalmente terminar com os gastos equivalentes a países desenvolvidos. Afinal de contas, estamos a falar de uma queda no consumo à volta dos 99.95%!

Curiosamente, o Ethereum anda a ‘tentar’ passar para este conceito há vários anos, especialmente depois da primeira crise das placas gráficas em 2017/2018. Dito isto, apesar de tudo parecer mais ou menos ‘pronto’. Será que faz sentido para a moeda mudar para POS? Quando nunca foi tão popular e valorizada como agora?


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Fonte

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, fui sempre aquele membro da família que servia como técnico ou reparador de tudo e alguma coisa (de borla). Agora tenho acesso a tudo o que é novo e incrível neste mundo 'tech'. Valeu a pena!

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.