O iPhone de 2020 vai trazer uma funcionalidade brutal… E não é o 5G!

iPhone XI

Em boa verdade, a ‘Notch’ tornada famosa pelo iPhone X em 2017, pode não ser bonita… Mas traz uma funcionalidade muito importante, na forma do reconhecimento facial 3D (Face ID)!

No entanto, em 2020, no meio de várias atualizações importantes ao Apple iPhone, onde podemos incluir suporte a redes 5G, e câmeras 3D na sua traseira… Parece que vamos também receber, a tecnologia ‘Acoustic Fingerprint’, que irá transformar todo o ecrã do smartphone, num sensor de impressão digital!

Em suma, o Touch ID poderá voltar com o iPhone de 2020! Mas de forma bastante evoluída

A tecnologia de impressão digital ‘Acoustic’ ou ‘ultrasonic’, já é utilizada pela Samsung no seu Galaxy S10 e S10+. Isto, enquanto a maioria do mercado ainda prefere utilizar sensores óticos.



Dito isto, o sensor da Samsung apenas consegue ler, num único ponto de contacto! E pelos vistos, a tecnologia da Apple, irá conseguir ler o dedo do utilizador, em qualquer ponto do ecrã.

O que acaba por ser bastante curioso, visto que a Apple abandonou o Touch ID em 2017, e até afirmou publicamente, que o futuro seria sempre o Face ID.

Mas como seria de esperar, nem todos os fãs da ‘maçã’, gostaram da implementação do Face ID, com vários utilizadores a preferir o ‘velhinho’ mas super eficiente Touch ID.

E caso não saiba, de forma bem curiosa, a Apple até registou patentes de sensores de impressão digital ‘ultra sónicos’ embebidos no ecrã, muito antes do lançamento do Galaxy S10… Por isso, a tecnologia não foi esquecida pelos engenheiros responsáveis pelo iPhone.

Assim, é possível que a Apple volte atrás nas suas afirmações, voltando a implementar o Touch ID no iPhone!

Entretanto, os iPhones de 2019, deverão continuar a oferecer o mesmo design que os atuais XS, XS Max e XR. Ainda assim, deverão trazer um sistema de câmeras traseiro bastante mais poderoso, com uma terceira lente.

Contudo, deverão perder o 3D Touch, que ainda habita no coração do iPhone XS e XS Max.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo.

Fonte