O consumo do computador é cada vez mais uma preocupação!

Sou sincero, quando escolho os componentes para uma nova máquina pensada para jogos, ou para ter uma performance de luxo em vários tipos de tarefas, nem olhos duas vezes para o consumo de cada componente. Mas, verdade seja dita, isto é cada vez mais uma preocupação, tanto para os entusiastas, como também para o mais normal dos consumidores.

Afinal de contas, especialmente no campo das placas gráficas, depois de alguns anos de aposta na eficiência energética, tanto a AMD como a NVIDIA estão a apostar tudo o que têm em transformar cada Watt, em mais performance. Sendo exatamente por isso que a nova geração de placas RTX 40 e Radeon RX 7000 deverão significar um salto muito significativo no consumo deste componente.

Mas vamos por partes.

O consumo do computador é cada vez mais uma preocupação!

498P9Z

Portanto, o portal TechPowerUp questionou os seus leitores quanto ao consumo de cada componente, conseguindo reunir cerca de 22 mil respostas. Consegue adivinhar os resultados? Bem, cerca de 85.5% respondeu que Sim, que os consumos começam a ser uma preocupação válida.

Especialmente nos últimos tempos, com os processadores e placas gráficas dedicadas a chegarem a novos patamares, especialmente quando chegam aos tão famosos ‘Boost Clocks’.

A rivalidade entre a AMD e Intel, e claro, AMD e NVIDIA, está a resultar em aumentos bastante agressivos, e por isso, preocupantes.

Porquê esta preocupação?

Pois bem, 35.5% dos inquiridos apontam para a conta mensal de eletricidade. Posteriormente, 28.5% aponta para o calor gerado por estes mesmos componentes, que por vezes, acaba por aquecer a sala ou quarto, em que o PC está montado. Em terceiro lugar, temos o ruído, com 12.2% das respostas. Afinal de contas, componentes mais poderosos, que consomem mais, também precisam de soluções de refrigeração mais potentes, o que claro está, muitas vezes, também significa vários tipos de ruídos parasitas.

Em quarto lugar, temos ainda a consciência ambiental.

O consumo está a aumentar assim tanto?

Bem… Sim! Especialmente nos últimos anos.

Afinal, se formos olhar para a evolução das placas gráficas NVIDIA, podemos ver que a GTX 980 Ti de 2015 ficava pelos 211W de consumo em carga. Entretanto, a GTX 1080 Ti já chega aos 231W em 2017. Posteriormente, temos a RTX 2080 Ti a chegar aos 273W, e mais recentemente, a RTX 3090 Ti a dar um salto incrível para os 445W. Sendo agora esperado que a nova RTX 4090 chegue a tocar nos 600W.

Isto também prova que a Lei de Moore está a falhar, visto que o aumento de performance geracional, não deveria impactar o consumo de energia desta forma. Afinal de contas, cada geração deveria (e na verdade usa), um novo processo de produção mais pequeno, mais poderoso, mas obviamente mais eficiente.

Ademais, qual é a sua opinião? Preocupado com o consumo? Já comprou uma nova fonte de alimentação, para posteriormente apostar numa placa gráfica de nova geração?

Não perca nenhuma informação importante. Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir ou no símbolo da estrela no canto superior direito.

Subscrever

Outros artigos

Se anda de trotinete pode ter de pagar estas multas!

Não há dúvida que as trotinetes são bastante úteis....

AMD Ryzen 7 7700X sorriu para as câmeras!

Como deve saber, a AMD está a preparar-se para...

Windows 11 22H2: a nova versão chega a 20 de Setembro!

Quem andava ansioso pela nova versão do Windows 11,...

Para estar seguro não basta apagar o histórico do Chrome!

Pelas mais variadas razões podemos ter necessidade de apagar...

Android: resolva agora os problemas mais comuns!

O Android é um sistema operativo muito intuitivo, fiável...
mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.