NVIDIA mexeu-se! Baixou a performance da RTX 3060 no mining!

O mercado de placas gráficas está a sofrer a bom sofrer, devido a um grande misto de problemas, onde claro, temos de incluir a falta de stock da nova geração de GPUs, mas também a recente loucura pelo mining de criptomoedas.

É que apesar de as fabricantes de semicondutores continuarem com problemas graves nas suas linhas devido à falta de matéria-prima. Seria esperado que nesta altura do ano as coisas estivessem um pouco mais estáveis… No entanto, a Bitcoin decidiu explodir, e como tal, a febre do mining voltou a assolar o mundo do PC Gaming.

Chegámos a um ponto, em que a gigante NVIDIA teve de optar pela recuperação da velhinha GTX 1050 Ti, originalmente lançada em 2016. Por ser uma das únicas opções viáveis tanto em preço, como na facilidade de produção, de forma a rapidamente ir de encontro à procura por parte dos jogadores. (É uma placa gráfica com apenas 4GB de memória, e por isso, não é apelativa para os miners!)

Contudo, como é um pouco ridículo ver uma gigante como a NVIDIA sem alternativas, a empresa decidiu enredar por outro caminho.



NVIDIA mexeu-se! A gigante capou a performance da RTX 3060 no mining!

nvidia mining

Portanto, a NVIDIA decidiu limitar a “hash rate” das novas GeForce RTX 3060, de forma a que as novas placas gráficas não desapareçam das prateleiras para dar vida a “mining rigs” por esse mundo fora.

No entanto, como o mercado de mineração é importante para a NVIDIA, a empresa tem uma alternativa, a nova gama NVIDIA CMP pensada para o mining profissional.

Ora leia o anúncio:

“Nós somos gamers. Estamos obcecados com as novas funcionalidades de cada geração, novos jogos, novas arquiteturas, etc… Desenhámos as placas GeForce para os jogadores, e os jogadores continuam a pedir mais e melhor.

Sim, as placas NVIDIA são programáveis. E por isso, os utilizadores estão constantemente a descobrir novas aplicações para elas, desde simulações, a estudo genético, aprendizagem máquina, e claro, mining de criptomoedas.

No entanto, com o lançamento da RTX 3060 no dia 25 de Fevereiro, decidimos dar um passo importante para assegurar que as placas vão para as mãos dos gamers.”

O Hash Rate vai ser limitado para metade nas novas RTX 3060!

Portanto, a NVIDIA vai limitar a performance de mineração das novas placas através de software. Ao mesmo tempo que lança uma nova gama pensada apenas e só para o mining, a gama NVIDIA CMP ou Cryptocurrency Mining Processor. Produtos que deverão ser vendidos através de parceiros autorizados, e que simplesmente não têm a mesma função das atuais placas gráficas.

São pensadas apenas e só para o mining. E para isso, não têm output de imagem, têm soluções de refrigeração diferentes, voltagens e frequências mais baixas, etc…

Ainda assim, tendo em conta que o problema atual da NVIDIA está na escassez de GPUs e memória GDDR6, não é claro como é que isto poderá resolver os problemas de produção e posterior stock de placas gráficas. Afinal de contas, os chips deverão ser feitos nas mesmas linhas, e a memória utilizada também deverá ser exatamente a mesma.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Fonte

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Leia também

pub