Número de smartphones Android infetados está a aumentar

Quando falamos em vírus e noutras ameaças informáticas normalmente lembramo-nos sempre dos computadores, especialmente depois dos recentes ataques de ransomware, como o WannaCry. No entanto os smartphones Android são cada vez mais um dos alvos preferenciais dos vírus, como assinala, o novo relatório da Nokia.

Ainda assim, este fabricante elogia os esforços da Google com o Google Play Protect e refere que as proteções desta loja estão muito mais eficazes, comparativamente há dois anos. No entanto, as lojas de aplicações de terceiros não possuem fortes medidas de proteção e como tal são um vetor comum de infeção.

As maiores ameaças residem nas aplicações populares que são modificadas com a inclusão de código malicioso. São de facto aplicações verdadeiras, mas com “brinde”, o que poderá causar danos aos equipamentos dos utilizadores.

Segundo a Nokia, o adware Uapush é a aplicação maliciosa mais popular, seguida do Janson Ransomware e em terceiro lugar pelo troiano bancário Marcher. A taxa média de infecção foi de 0,68%.

Importa salientar que a Nokia obtém estas informações através do NetGuard, um produto de segurança utilizado pelos operadores de rede móvel.

Já o iOS também está a ser atacado, especialmente por aplicações de espionagem. No entanto, como não existem praticamente lojas de terceiros, as infecções são muito menos comuns.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário