Núcleos do processador do Samsung Galaxy S10 têm o nome ‘Cheetah’

Como já deve saber, a Samsung não teve muito sucesso com os seus topos de gama de 2018… A gigante Sul Coreana lançou o seu topo de gama Galaxy S9+ no início do ano, com toda a pompa e circunstância, como é costume.

No entanto, desta vez, a empresa não conseguiu convencer os consumidores, e como consequência disso mesmo, o Galaxy S9 transformou-se num dos aparelhos Galaxy com menos sucesso na história da Samsung.

Devido a isto, a Samsung aprendeu com os erros, e deverá voltar com um autêntico ‘All-In’, na forma do Galaxy S10. De modo a conseguir rivalizar com todo o ímpeto que a Huawei tem ganho no último ano.

processador do Galaxy S10



A Samsung escolheu o nome de código ‘Cheetah’ para os seus núcleos Exynos M4! Nova concorrência para a TSMC e Apple?

Foi este ano, que finalmente, vimos os primeiros processadores de 7nm a chegarem ao mercado. Como podemos ver pelo sucesso dos processadores Apple A12 e A12X, bem como o novo Kirin 980 da Huawei.

Por outro lado, a Samsung decidiu apostar numa extensão do seu processo de 10nm (8nm). Em paralelo, falhou completamente a sua meta de vendas do Galaxy S9 e S9+.

Dito isto, assim, a empresa está a pensar fazer um ‘comeback’ histórico com o seu Galaxy S10! Lançando três versões do mesmo em 2019, com o terceiro aparelho a ser basicamente uma versão ‘Budget’, um pouco à imagem do iPhone XR

Pois bem, já temos novas informações acerca dos planos para o futuro Galaxy S10.

O conhecido ‘leaker’ Ice Universe, acredita que a Samsung escolheu o nome ‘Cheetah’ para os seus novos núcleos Exynos M4.

É um simples detalhe, que pode muito bem mostrar os planos da empresa para os seus futuros smartphones… Em suma, a Samsung vai apostar tudo na velocidade! Como podemos ver pelos mais recentes rumores de que o Galaxy S10 irá também contar com um co-processador focado em funcionalidades de Inteligência Artificial.



Em suma, um novo chip dual-core, fabricado com o processo de 7nm EUV! Que se for verdade, irá ser o primeiro chip deste tipo a chegar ao mundo dos smartphones.

Contudo, a Samsung também vai ter em conta, a próxima plataforma da Qualcomm denominada de Fusion, quando equipar os seus Galaxy S10.

A próxima geração de SoCs da Qualcomm irá contar com os seus próprios núcleos DSP, bem como outros componentes que se irão focar fortemente em tarefas computacionais.

Será que a Samsung se está a preparar para abandonar a Qualcomm num futuro próximo? Ou será que já o devia ter feito, para conseguir competir com a oferta da Apple e da Huawei?

Fonte