Note 7: concepção do dispositivo podia ser inerentemente insegura

A Samsung prometeu revelar as razões por trás das explosões do Galaxy Note 7 até ao final do ano, mas nesta fase restam poucas dúvidas de que o problema não estava exclusivamente na bateria. A Instrumental, empresa especializada em engenharia industrial, estudou o Note 7 e concluiu que o desenho arrojado do dispositivo criou as condições ideais para as explosões.

Para a empresa, os desafios para os engenheiros da Samsung revelaram-se inultrapassáveis. Face à exigência de criar o Note mais fino de sempre, sem perder capacidade de bateria face ao Note 5, a bateria simplesmente não respeitava as tolerâncias mínimas requeridas para ser segura.

Ou seja, independentemente de qualquer defeito de fabrico das baterias, estas eram demasiado grandes para o espaço de alojamento.

Durante a utilização normal, as baterias expandem-se e o espaço concebido pela Samsung não possuía folga suficiente para acomodar a expansão, resultando em baterias comprimidas e danificadas.

Por exemplo, no caso da lateral, a bateria tinha apenas 0,3mm de folga. A análise da Instrumental indica que os engenheiros da Samsung estavam conscientes dos riscos, pois criaram um revestimento de alumínio em torno da bateria para impedir que esta fosse perfurada por outros componentes. O esforço não resultou.

Os técnicos acreditam que, caso as baterias não explodissem, a sua dilatação normal causaria a desintegração do dispositivo a médio prazo.

A Instrumental não poupa a Samsung a críticas, indicando que arriscaram demasiado e colocaram no mercado um produto perigoso.

Não é a primeira vez que este ponto de vista é expresso. Anteriormente, diversos analistas indicaram a estrutura hierárquica rígida da Samsung como importante para compreender a hecatombe do Note 7.

Em pleno escândalo, o conceituado Financial Times expunha a estrutura rígida da Samsung, com ordens ditadas por quem não tem suficiente feedback de engenharia, e seguidas quase cegamente por subalternos.

A Samsung não está totalmente em negação quanto a este aspecto e em Março já tornará pública a decisão de alterar a sua estrutura de negócio demasiado rígida.

Para o Note 7, terá sido tarde demais..

Fonte

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

pub