Nintendo Switch não afecta as vendas da PlayStation 4 e Xbox One


Por em

Desde o lançamento da Nintendo Switch em Março de 2017, que esta dominou as vendas de consolas, ameaçando bater recordes a um ritmo bastante acelerado.

Vendas estas que supostamente estariam a roubar mercado à Playstation 4 e Xbox One, mas parece que não, visto que estas consolas continuam o seu percurso para terem mais sucesso que as gerações passadas.

Sabemos isto graças ao analista Mat Piscatella que disse:

A Playstation 4 e Xbox One continuam a bater recordes, as vendas combinadas das duas consolas excede as vendas da PlayStation 3 e Xbox 360 por 18%, e as vendas da PlayStation 2 e Xbox por 4%.

Nintendo Switch PlayStation 4 Xbox One

Estes números incluem todas as versões de ambas consolas, tais como a PlayStation 4 Pro e Xbox One X que foram lançadas no ano passado.

Modelos “Pro” que tentam atrair os entusiastas, dispondo de resolução 4K(apesar de não ser um 4K verdadeiro), dando aos fãs mais hardcore razões para actualizar a sua consola.

É possível que o sucesso continuado da PlayStation 4 e Xbox One, apesar do lançamento da Switch, venha das capacidades das duas consolas de fazer mais do que apenas correr os seus jogos preferidos.

A Nintendo Switch ainda não tem serviços VOD ou serviços de música em algumas partes do mundo, enquanto que a PlayStation 4 e Xbox One são um centro de média completo com Netflix, Amazon Prime, entre outros.

Consolas no mercado actual

Não tenho nenhuma consola da “nova geração”, mas da maneira que o mercado de computadores está, com os preços das placas gráficas completamente fora de controlo, bugs nos processadores que causam perda de performance e a memória RAM a custar 2 ou 3 vezes mais do que há 1 ano.

Talvez a compra de uma consola seja a melhor maneira de um Gamer continuar a fazer aquilo que mais gosta… jogar !

 

Leia também

Ou veja mais notícias de Jogos

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.