Netflix prepara medidas para ajudar a salvar o mundo!

Já não dá para olhar para o lado na questão da poluição. Aliás se muitas vezes as pessoas não o tivessem feito, as coisas não tinham chegado onde estão. Seja como for, este problema tem-se vindo a agravar ainda mais nos últimos tempos e como tal é normal (e necessário) que as empresas comecem a tomar boas decisões neste sentido. Assim, a Netflix anunciou que está a desenvolver um plano de ação para compensar a emissão de gases na atmosfera. Recentemente até falámos disso na Leak e referimos que uma maratona de séries na Netflix equivale a qualquer coisa como ir dar uma voltinha de carro ao quarteirão. Agora a Netflix quer salvar o mundo!

Netflix prepara medidas para ajudar a salvar o mundo!

Tudo começou com a revelação destes valores por parte da Netflix

A Netflix revelou muito recentemente os seus índices de emissão de carbono para a atmosfera e os resultados não são muito bons.  Tendo em conta que assistir a qualquer projeto na Netflix durante 1 hora emite cerca de 100 gramas de carbono. Na prática é a mesma quantidade emitida por um carro num trajeto de meio quilómetro. Agora esta plataforma quer compensar isso com a plantação de árvores e a preservação de natureza. Mas não só.

Para já a Netflix tem um plano em marcha que prevê deixar de utilizar eletricidade que não seja obtida através de fontes renováveis. Para além disso quer reduzir a libertação de gases nas operações – cerca de 45% em 2022.

Mas há outras medidas interessantes. Grande parte da poluição diz respeito às produções originais da Netflix. Assim têm o objetivo de utilizar equipas de filmagem locais porque deste modo vai-se poupar muito em deslocações.

Outra das medidas é que os projetores incandescentes serão substituídos por outros com LED.

Claro que tudo isto é ainda um pequeno passo, mas é sem dúvida melhor do que não se fazer nada.

A Netflix tem vindo analisar a sua pegada de carbono há algum tempo. O plano para ser mais sustentável surgiu logo após a empresa ter realizado estudos para identificar o impacto da sua operação no mundo. A análise destes impactos é realizada anualmente. No entanto, este é o primeiro ano em que a Netflix divulgou publicamente os resultados.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Mais deste autor

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

(Análise) Corsair M65 RGB Elite: Diferente do resto!

Já perdi a conta ao número de ratos gaming que me passaram pelas mãos, que na verdade, são todos farinha do mesmo caso... É...

Google Fotos: a novidade mais esperada desapareceu sem data!

Em 2019 na conferência da Google conhecemos uma novidade que ia chegar ao Google Fotos. Esta novidade chamava-se Colorize e utilizava a IA para...

Não quer instalar o iOS 15? Veja como continuar a ter updates!

O iOS 15 chegou e veio cheio de funcionalidades. De facto, há muitas e boas razões para mudar! No entanto, há muitas pessoas que...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!