Não há semicondutores? A União Europeia está pronta a investir!

Estamos a passar por uma fase em que as fabricantes de semicondutores não estão a ser capaz de responder a toda à procura do mercado. Existindo várias razões para tal, onde claro está, temos de incluir o impacto da pandemia de COVID-19, mas também a eterna guerra comercial entre os Estados Unidos e a China.

Pois bem, a Europa também não está a ajudar muito no meio desta crise, devido ao facto de apenas ser responsável por 10% de toda a produção mundial. Algo que a União Europeia quer mudar na próxima década, ao tentar duplicar esta percentagem.



Não há semicondutores? A União Europeia está pronta a investir!

semicondutores?

Portanto, não estamos a falar de um investimento ligeiro, visto que a comissão europeia está pronta a meter vários ‘biliões’ de euros em cima da mesa, para transformar a Europa numa referência dos semicondutores.

Estamos a falar de dinheiro gasto em pesquisa e desenvolvimento, mas também em ‘foundries’, ou seja, locais de produção. Curiosamente, o foco da UE parece estar nos processos mais avançados, como os 7nm, 5nm, 3nm e 2nm.

Entretanto, o velho continente é famoso pelas suas indústrias de produção automóvel e de aeronáutica! Contudo, é inegável que tem um ponto fraco nos semicondutores, uma indústria que não tem parado de crescer nos últimos anos.

Para ter noção, o mundo dos semicondutores vale cerca de 533 mil milhões de dólares, com os Estados Unidos a contar com 47% da quota de mercado, enquanto a China, Japão, Taiwan e Coreia do Sul chegam aos 40%, todas juntas.

Escassez de semicondutores está a criar demasiadas dificuldades em vários setores!

Devido a um aumento massivo na procura por produtos tecnológicos, a produção de semicondutores não está de todo a conseguir dar resposta aos pedidos. Estamos num ponto, em que até a indústria automóvel se viu obrigada a limitar a produção, devido à escassez de componentes essenciais.

A recentes administração de Joe Biden está a tentar resolver o problema, mas ao mesmo tempo, isto também indica à Comissão Europeia que está na altura de investir forte e feio. Afinal de contas, a grande maioria das máquinas de produção litográfica são feitas na Holanda pela ASML (62%).


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Leia também

pub