Uma das maiores preocupações com a chegada e a popularização dos smartphones dobráveis é o custo e a complexidade da manutenção. Os ecrãs flexíveis, as engrenagens e a fragilidade destes dispositivos ainda têm mantido muitos consumidores afastados. No entanto, a nova aposta da Motorola quer garantir o melhor custo de manutenção. Podemos mesmo dizer que o Motorola Razr bate toda a concorrência neste campo. Por exemplo, substituir o ecrã custa menos de 300 Euros, o que é sem dúvida uma excelente notícia.

Motorola Razr bate toda a concorrência num pequeno pormenor!

De facto, este serviço de substituição do ecrã, é mais económico que o dos principais rivais no campo dos dobráveis. Só para ter uma ideia, para substituir o ecrã do Huawei Mate X e do Galaxy Fold terá de gastar pelo menos 600 Euros.

Dito isto, a jogada da Motorola ao garantir um preço mais baixo é uma excelente forma de popularizar o produto e alcançar mais consumidores.

É verdade que o preço também pode ser mais baixo, pelo facto do RAZR ter um ecrã mais pequeno, comparativamente às apostas da Huawei e da Samsung. Ainda assim, o que conta é o facto de ser uma nova tecnologia e como tal a dimensão não será o principal ponto a fazer diferença.

Olhando para o facto de que o RAZR tem um preço mais atrativo que a concorrência e apela a uma boa dose de revivalismo, não é de estranhar que se comece a sair realmente bem no mercado, embora as especificações não sejam propriamente de um topo de gama.

O Motorola Razr possui um ecrã principal Flex View p-OLED de 6,2 polegadas. Temos uma resolução de 2142 x 876 pixéis e uma proporção elevada de 21:9. Para o utilizarmos na plenitude temos de abrir o dispositivo. Quando o fazemos, ele passa a ter as dimensões de 171,5 x 71,95 x 7,06 mm. À semelhança do modelo original, este também tem a parte inferior com alguma espessura e nela está um sensor de impressões digitais capacitivo.

Enquanto o Galaxy Fold e o Mate X podem ser desdobrados horizontalmente para se transformarem num tablet, o Razr pode ser desdobrado verticalmente para ser utilizado como um smartphone normal.

Existem duas dobradiças de aço inoxidável por debaixo do ecrã flexível que permitem aos utilizares dobrar e desdobrar perfeitamente o smartphone. Entretanto, este dispositivo vem com um nano-revestimento para resistência a salpicos e pesa 205 gramas.

Quando o dispositivo está fechado, podemos usar o ecrã secundário Quick View de 2,69 polegadas, que disponibiliza uma resolução de 800 x 600 pixéis que dá mesmo muito jeito.

Talvez para não tornar este dispositivo demasiado caro, o novo Razr aposta no chipset Snapdragon 710. Ele junta-se a 6 GB de RAM. Temos ainda um armazenamento nativo de 128 GB. O dispositivo inclui uma bateria de 2.510mAh que suporta o carregamento de 15W TurboPower através de USB-C. Este dispositivo funciona com o Android 9 Pie.

Pode ler mais sobre o novo dobrável da Motorola aqui.

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.