Motorola One Vision: um super gama média mas nada barato

A Motorola One Vision foi anunciado hoje num evento no Brasil. O novo dispositivo tem algumas funcionalidades interessantes. No entanto, talvez não sejam assim tão interessantes se considerarmos o preço. É que não é propriamente baixo.

O principal destaque do Motorola One Vision é o ecrã.

Dito isto, tem um painel de 6,3 polegadas FHD+ (1080 x 2520) com uma taxa de proporção de 21: 9, ou seja, bastante alta. A Motorola chamou a este ecrã CinemaVision (semelhante à designação CinemaVision da Sony). No entanto ao contrário da aposta da Sony, este painel tem um furo. Entretanto, apesar das molduras em geral serem finas, a inferior é um pouco grossa.

Vision:

Este dispositivo é alimentado pelo chipset Exynos 9609, um processador de 2,2 GHz que se junta a 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento. Destaca-se também um slot hibrído dual SIM que permite trocar o segundo SIM por um cartão MicroSD (máximo de 512GB).

Outro ponto de venda do Motorola One Vision são as câmaras.

Destaca-se a câmara principal de 48MP com abertura f/1.7 Quad Pixel com estabilização ótica de imagem. Tem ainda um sensor de profundidade de 5MP com abertura f/2.2. A câmara possui um modo de noite para fotos incríveis com pouca luz, semelhante à Visão Noturna do próprio Pixel. Destaca-se ainda o zoom digital 8x, modo retrato, entre outras.

No painel frontal e mais concretamente dentro do furo está uma câmara para selfies Quad Pixel de 25 megapixéis com abertura f/2.0. Possui zoom digital 8x, modo Cinemagraph, HDR automático, modo manual, modo retrato e modo YouTube ao vivo. Este dispositivo é Android One. Como tal temos o Google Fotos como a app de galeria padrão e para o backup gratuito de fotos de alta qualidade.

O Motorola One Vision executa o Android 9 Pie e possui as famosas Moto Actions. Entretanto, a Motorola afirma que este smartphone será atualizado para o Android Q e Android R e receberá atualizações de segurança ao longo de três anos a partir do lançamento deste mês.

Tem também um leitor de impressões digitais montado na parte traseira, NFC, Bluetooth 5.0, uma porta USB tipo C e uma entrada de áudio de 3,5 mm.

Este equipamento possui ainda uma bateria de 3500mAh com suporte para carga ultra-rápida TurboPower.

A nova aposta está disponível em azul safira e bronze com uma camada dupla gradiente e vidro 4D. Este dispositivo custa R $ 1.999, cerca de 440 Euros e já pode ser adquirido no site oficial da Motorola no Brasil.

Entretanto, este equipamento vai estar disponível em meados de maio na Europa com um preço de 299 €. Este preço já faz muito mais sentido.