Mining de Ethereum vai acabar, por isso, o mundo vai mudar!

Fim do Mining? – Caso não saiba, os anos pandémicos foram também anos de loucura no mundo do mining, com as criptomoedas a valorizar de forma incrível, o que claro está, resultou num regresso dos rigs de mining, com muitas (e caras) placas gráficas à mistura, de forma a meter as mãos nestas mesmas moedas.

Ou seja, a escassez de placas gráficas não foi apenas devido à fraca produção da NVIDIA e AMD, ou do impacto da pandemia que por sua vez trouxe mais procura para cima da mesa por parte dos gamers e profissionais mais exigentes.

- Publicidade -

Afinal de contas, o algoritmo mais popular no mundo do mining via placas gráficas, é o Ethereum, e com a chegada das RTX 30 e Radeon RX 6000, a lucratividade subiu a bom subir.

Mas, tudo o que sobe, também cai, e talvez mais importante que isso, o mercado está em constante evolução.

Assim, depois da queda na valorização das criptomoedas, temos um novo obstáculo para o mundo do mining! No final de 2022, o Ethereum vai mudar, e bem.

De forma muito resumida, quem investiu em placas gráficas nos últimos 2 anos, vai passar por uns tempos complicados. É que além da chegada de novas placas gráficas (RTX 40 e RX 7000), o sistema de mining vai muito provavelmente ficar obsoleto.

Aliás, este fenómeno já começou a ter o seu impacto no mundo dos computadores, com muito boa gente a tentar vender as suas placas gráficas, por vezes ao desbarato, nas muitas plataformas de venda de material usado, como é o OLX ou o Facebook Marketplace.

Bem… Vamos por partes?

Mining de Ethereum vai acabar, por isso, o mundo vai mudar!

mining

Portanto, como deve saber, o crash do mundo das criptomoedas fez com que os últimos meses fossem um pouco dolorosos para quem depende do mining. Afinal, curiosamente um pouco antes da chegada do Ethereum 2.0, a moeda já conseguiu desvalorizou 70% em 2022, isto, depois do seu pico de valorização em Novembro de 2021.

Mas as coisas vão piorar! Quem decidiu apostar tudo o que tinha no mining, vai perder tudo até ao final do ano. Vem aí o ‘Merge’.

RTX 3070

O mining de Ethereum tem uma história interessante, afinal de contas, apareceu depois do mining de Bitcoin se tornar industrializado, e por isso, fora do alcançado dos utilizadores comuns.

Uma prática capaz de ganhar um nível de popularidade, que muito provavelmente, ninguém adivinharia ser possível há alguns anos atrás.

De forma muito resumida, os miners utilizam o hardware do seu computador, nomeadamente as suas placas gráficas, para resolver problemas matemáticos complexos, para adicionar blocos de transação na rede descentralizada do algoritmo. Por cada resolução de bloco, existe um prémio pago em criptomoedas, normalmente dividido entre todas as máquinas que trabalharam para o objetivo, e claro, por percentagem de processamento efetuada.

Esta forma de ‘minar’ é conhecida como ‘Proof of Work’! Ou seja, cada sistema é recompensado pela sua capacidade de resolver os problemas matemáticos mencionados. Isto resulta também numa procura por mais e mais performance, com hardware mais e mais poderoso, e infelizmente, sedento de energia elétrica. Afinal, quanto mais performance tiver, e mais ajudar na resolução, mais prémio monetário recebe. 

Contudo, no Ethereum, o Proof of Work vai deixar de existir, para dar espaço ao Proof of Stake. Que de forma muito resumida, vem anular a procura por hardware poderoso. O que por sua vez, vai deitar por terra um investimento calculado em 15 mil milhões de Euros em Hardware, no mundo do mining via placas gráficas.

Quando vai acontecer o ‘The Merge’?

Ainda nada está definido. Alguns especialistas estão à espera que este aconteça em Agosto ou Setembro. Mas o mais provável é que tudo aconteça no final do ano, ou início de 2023. Por isso, nestes próximos meses, vamos ver um gigantesco ‘dump’ de hardware, sendo um pouco por causa desta situação, que a NVIDIA e AMD decidiram adiar o lançamento das suas novas gamas de placas gráficas.

O mercado não está pronto para um novo lançamento, visto termos hardware ainda bastante apetecível, a ser vendido ao desbarato. Para ter noção do que está a acontecer, já é possível encontrar placas gráficas NVIDIA GeForce RTX 3080 a menos de 550€.

Não existem outras moedas para minar com placas gráficas?

Sim, existem, como é o caso da Ravencoin e do Ethereum Classic, mas como é óbvio, nada garante que o sucesso seja o mesmo, ou sequer uma fração daquilo que o Ethereum foi capaz de oferecer a este mundo.

Bem… Uma coisa é certa, o mundo do mining vai mudar, e bem, no final de 2022 e início de 2023. Para melhor ou para pior? Ninguém sabe. Mas, pelos vistos, é muito provável que o lançamento das novas RTX 40 da NVIDIA, e novas Radeon RX 7000 da AMD seja mais seguro, sem tanta procura no lado do mining.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, fui sempre aquele membro da família que servia como técnico ou reparador de tudo e alguma coisa (de borla). Agora tenho acesso a tudo o que é novo e incrível neste mundo 'tech'. Valeu a pena!

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.