Microsoft Surface Studio 2: Faz sentido para o consumidor comum?


Por em

O Surface Studio 2 da Microsoft, não é um PC ‘normal’… Ou seja, é uma máquina com um design inovador, que o eleva a outro patamar. Especialmente se precisa de um ecrã com grandes resoluções ou precisa de fazer trabalho criativo, e por isso, precisa de algo fora da caixa para aumentar o seu conforto e produtividade.

Dito isto, será que faz sentido pagar 4199€ pelo Surface Studio 2? Vamos tentar perceber

Studio 2

O Surface Studio 2 conta com um processador Intel Core i7-7820HQ com 4 núcleos físicos e uma frequência de 3.9GHz. Ou seja, é significativamente mais rápido em relação ao primeiro Studio.



Além disso, temos uma placa gráfica dedicada NVIDIA GTX 1060 ou GTX 1070, o que eleva desde já a performance do Studio 2 a um nível completamente diferente do primeiro. (Apesar de já termos uma nova geração de gráficas no mercado.) Caso não se lembre, o primeiro Studio chegou ao mercado com placas gráficas de class ‘M? como a GTX 980M.

Temos também uma quantidade estrondosa de memória, com 32GB DDR4. O que mais uma vez nos indica, o grau de profissionalismo desta máquina. Entretanto, a nível de conectividade, temos uma porta USB-C, 4 portas USB-A 3.0, leitor de cartões SD, porta Ethernet e uma audio jack de 3.5mm.

A Microsoft decidiu renovar completamente o sistema de refrigeração, que é agora bem mais silencioso, trazendo também mais performance para cima da mesa.

Já ao nível do armazenamento, temos a possibilidade de escolher 1TB ou 2TB (SSD). Por fim, o ecrã de 28” tem o mesmo ratio de 3:2 e a mesma resolução de 4500×3000. Contudo, o novo modelo traz 20% mais contraste e 33% mais brilho.

O Microsoft Surface Studio 2 não foi feito a pensar para as massas! Ou seja, não é para para qualquer utilizador…

Microsoft Studio 2

Como o preço indica desde logo, o Surface Studio 2 é uma máquina especializada. Desenhada para ir de encontro às necessidades de vários tipos de profissionais, deixando o utilizador comum para segundo plano.

Afinal de contas, estamos aqui a falar de um PC ‘All-in-One’ que consegue ficar coladinho à mesa graças à sua articulação ‘Zero-Gravity’. Assim, o Studio pode servir como mesa de desenho, com um simples movimento da mão.

Desta maneira, e em conjunto com a Surface Pen e Surface Dial, temos aqui um ‘brinquedo’ super interessante, que pode fazer sobressair todo o seu talento no design.

Conclusão

O Microsoft Surface Studio é uma máquina poderosa, que até pode ser usada para jogos ou para visualização de conteúdo multimédia. No entanto, existem soluções mais sensatas se este é o seu objetivo.

Entretanto, se a sua vida é a produtividade e o design, a concorrência até treme ao ver o Studio no horizonte.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo.

Saiba mais sobre o Studio aqui.

Leia também

Ou veja mais notícias de Featured, Hardware, Reviews

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Motorola One Action: renderização de última-hora revela tudo!

Altifalantes inteligentes em 2019? Quem lidera é a Amazon!

Seguinte