Microsoft não atualiza o Windows 11 se tem uma destas apps!

O site XDA tinha revelado recentemente que o Windows 11 não seria atualizado se o programa StartAllBack estivesse instalado. Isto ocorre porque a Microsoft cita problemas de desempenho e segurança com a aplicação e pede ao utilizador para desinstalá-lo antes de poder atualizar para a versão mais recente. Agora, alguém descobriu uma lista completa de aplicações que não são do agrado da Microsoft. Assim a Microsoft não atualiza o Windows 11 se tem uma destas apps!

Microsoft não atualiza o Windows 11 se tem uma destas apps!

Segundo o site alemão DeskModder, existe uma lista de aplicações que a Microsoft mantém no ficheiro appraiser.sdb que o Windows 11 verifica quando actualiza o seu PC. Se uma aplicação instalada corresponder a uma dessas aplicações, a atualização será bloqueada. Entretanto o DeskModder observou que não era tão simples como bloquear um aplicativo baseado inteiramente em seu nome. Por exemplo, enquanto o VLC está listado na grande lista de serviços e aplicativos que não são permitidos, ele está listando especificamente uma versão do Windows 7 do VLC.

- Publicidade -

tiny11 core, não atualiza o Windows 11

Assim as seguintes aplicações causarão problemas no Windows 11 PCS:

  • ConisioAdmin.exe (Solidworks PDM)
  • EaseUS Disk Copy.exe (Aplicação de cópia de disco EaseUS)
  • ep_dwm.exe (ExplorerPatcher) Incluído desde 22H2
  • iCloudServices.exe (ficheiros iCloud partilhados no Explorer via WhatsApp) a partir de 23H2
  • RadeonSoftware.exe (definições de desempenho da GPU AMD) a partir de 23H2
  • StartAllBackCfg.exe (StartAllBack) Incluído desde 22H2
  • Multi-mon + Copilot (Microsoft)
  • MergeSdb (Microsoft)
  • Intel IntcOED.sys (Intel)
  • Intel IntcAudioBus.sys (Intel) (%WinDir%\System32\drivers\IntcAudioBus.sys)
  • Adaptador USB 2.0 sem fio Realtek 8192su (Realtek) (%WinDir%\System32\drivers\RTL8192su.sys)

Felizmente, se utiliza uma destas aplicações, há forma de poder receber as atualizações. Como relatámos anteriormente, os fãs do StartAllBack descobriram que podiam desinstalar a aplicação, atualizar o Windows 11 e, em seguida, reinstalá-lo renomeando o executável do instalador. Entretanto isto impede que o Windows 11 bloqueie a instalação e permite que coloque a aplicação de volta ao PC. Assim resta agora sabermos se a Microsoft corrigiu esse truque.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.