Microsoft diz que iOS é tão vulnerável como o Android


Por em

A discussão em torno de qual dos sistemas operativos para dispositivos moveis é mais vulnerável é bastante frequente. Uns dizem que é o Android, outros dizem que é o iOS e outros afirmam que o sistema da Microsoft é o mais suscetível a apanhar vírus.

Esta semana, um dos executivos da Microsoft, decidiu lançar mais uma acha para a fogueira e colocou uma mensagem no blog da empresa onde indicou, na sua opinião, que o iOS é tão vulnerável como o sistema operativo da Google, o Android.

Brad Anderson agarrou num exemplo prático e lembrou que no final de agosto, a empresa de segurança em dispositivos iOS Lookout revelou um spyware batizado ‘Pegasus’ que explorava um conjunto de falhas e permitia que hackers invadissem um iPhone ou iPad. A partir desta ideia concluiu-se que não há sistemas 100% seguros, pois todos são vulneráveis.

O executivo da Microsoft, Brad Anderson, revelou que, ao longo dos últimos dois anos, tem ouvido muitos executivos a falarem sobre a confiança “inabalável” na plataforma iOS, e como o Android é um dos sistemas mais fracos e vulneráveis.

“Sei que todos os fabricantes e desenvolvedores de sistemas operativos móveis fazem um grande esforço para que os seus sistemas sejam os mais seguros possíveis, no entanto, existem ameaças virtuais que frequentemente conseguem realizar ataques com sucesso independentemente dos esforços que as empresas criadoras dos sistemas operativos realizam”, disse Brad Anderson.

O executivo da Microsoft disse ainda que, atualmente, os altos cargos das empresas possuem diversos dispositivos móveis, e que, quem tenha acesso a eles poderá ter acesso a informações extremamente importantes sobre o quotidiano destes responsáveis. Ao mesmo tempo, Brad, afirma que atualmente, nesta era digital, só existem dois tipos de empresas: as que já foram atacadas e as que ainda não sabem que foram…

Assim, e para evitar problemas, Brad Anderson, deixa quatro recomendações:

  • Presumir sempre que houve uma invasão
  • Construir uma defesa profunda
  • Estar sempre atualizado
  • Pensar holisticamente

Resumidamente, a questão não está em qual é o sistema que se usa, mas sim como lidamos com ele e qual o cuidado que temos com a sua segurança, pois serão estes os pontos chaves para ter um dispositivo mais ou menos seguro…

Leia também

Ou veja mais notícias de outros

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Pingo Doce alerta para novo esquema fraudulento que circula nas redes sociais

Netflix deve receber modo “offline” até ao final do ano

Seguinte